Versículo da Bíblia

Cerca de 2749 frases e pensamentos: Versículo da Bíblia

Salmo 76

1 Em Judá Deus é conhecido; o seu nome é grande em Israel.
2 Sua tenda está em Salém; o lugar da sua habitação está em Sião.
3 Ali quebrou ele as flechas reluzentes, os escudos e as espadas, as armas de guerra.
4 Resplendes de luz! És mais majestoso que os montes cheios de despojos.
5 Os homens valorosos jazem saqueados, dormem o sono final; nenhum dos guerreiros foi capaz de erguer as mãos.
6 Diante da tua repreensão, ó Deus de Jacó, o cavalo e o carro estacaram.
7 Somente tu és temível. Quem poderá permanecer diante de ti quando estiveres irado?
8 Dos céus pronunciaste juízo, e a terra tremeu e emudeceu,
9 quando tu, ó Deus, te levantaste para julgar, para salvar todos os oprimidos da terra.
10 Até a tua ira contra os homens redundará em teu louvor, e os sobreviventes da tua ira se refrearão.
11 Façam votos ao Senhor, ao seu Deus, e não deixem de cumpri-los; que todas as nações vizinhas tragam presentes a quem todos devem temer.
12 Ele tira o ânimo dos governantes e é temido pelos reis da terra.

Bíblia

Salmo 75

1 Damos-te graças, ó Deus, damos-te graças, pois perto está o teu nome; todos falam dos teus feitos maravilhosos.
2 Tu dizes: "Eu determino o tempo em que julgarei com justiça.
3 Quando treme a terra com todos os seus habitantes, sou eu que mantenho firmes as suas colunas.
4 "Aos arrogantes digo: Parem de vangloriar-se! E aos ímpios: Não se rebelem!
5 Não se rebelem contra os céus; não falem com insolência".
6 Não é do oriente nem do ocidente nem do deserto que vem a exaltação.
7 É Deus quem julga: Humilha a um, a outro exalta.
8 Na mão do Senhor está um cálice cheio de vinho espumante e misturado; ele o derrama, e todos os ímpios da terra o bebem até a última gota.
9 Quanto a mim, para sempre anunciarei essas coisas; cantarei louvores ao Deus de Jacó.
10 Destruirei o poder de todos os ímpios, mas o poder dos justos aumentará.

Bíblia

Salmo 84

1 Como é agradável o lugar da tua habitação, Senhor dos Exércitos!
2 A minha alma anela, e até desfalece, pelos átrios do Senhor; o meu coração e o meu corpo cantam de alegria ao Deus vivo.
3 Até o pardal achou um lar e a andorinha um ninho para si, para abrigar os seus filhotes, um lugar perto do teu altar, ó Senhor dos Exércitos, meu Rei e meu Deus.
4 Como são felizes os que habitam em tua casa; louvam-te sem cessar!
5 Como são felizes os que em ti encontram força e os que são peregrinos de coração!
6 Ao passarem pelo vale de Baca, fazem dele um lugar de fontes; as chuvas de outono também o enchem de cisternas.
7 Prosseguem o caminho de força em força, até que cada um se apresente a Deus em Sião.
8 Ouve a minha oração, ó Senhor Deus dos Exércitos; escuta-me, ó Deus de Jacó.
9 Olha, ó Deus, que és nosso escudo; trata com bondade o teu ungido.
10 Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios.
11 O Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor concede favor e honra; não recusa nenhum bem aos que vivem com integridade.
12 Ó Senhor dos Exércitos, como é feliz aquele que em ti confia!

Bíblia

Salmo 85

1 Foste favorável à tua terra, ó Senhor; trouxeste restauração a Jacó.
2 Perdoaste a culpa do teu povo e cobriste todos os seus pecados.
3 Retiraste todo o teu furor e te afastaste da tua ira tremenda.
4 Restaura-nos mais uma vez, ó Deus, nosso Salvador, e desfaze o teu furor para conosco.
5 Ficarás indignado conosco para sempre? Prolongarás a tua ira por todas as gerações?
6 Acaso não nos renovarás a vida, a fim de que o teu povo se alegre em ti?
7 Mostra-nos o teu amor, ó Senhor, e concede-nos a tua salvação!
8 Eu ouvirei o que Deus, o Senhor, disse; ele promete paz ao seu povo, aos seus fiéis! Não voltem eles à insensatez!
9 Perto está a salvação que ele trará aos que o temem, e a sua glória habitará em nossa terra.
10 O amor e a fidelidade se encontrarão; a justiça e a paz se beijarão.
11 A fidelidade brotará da terra, e a justiça descerá dos céus.
12 O Senhor nos trará bênçãos, e a nossa terra dará a sua colheita.
13 A justiça irá adiante dele e preparará o caminho para os seus passos.

Bíblia

Salmo 86

1 Inclina os teus ouvidos, ó Senhor, e responde-me, pois sou pobre e necessitado.
2 Guarda a minha vida, pois sou fiel a ti. Tu és o meu Deus; salva o teu servo que em ti confia!
3 Misericórdia, Senhor, pois clamo a ti sem cessar.
4 Alegra o coração do teu servo, pois a ti, Senhor, elevo a minha alma.
5 Tu és bondoso e perdoador, Senhor, rico em graça para com todos os que te invocam.
6 Escuta a minha oração, Senhor; atenta para a minha súplica!
7 No dia da minha angústia clamarei a ti, pois tu me responderás.
8 Nenhum dos deuses é comparável a ti, Senhor, nenhum deles pode fazer o que tu fazes.
9 Todas as nações que tu formaste virão e te adorarão, Senhor, e glorificarão o teu nome.
10 Pois tu és grande e realizas feitos maravilhosos; só tu és Deus!
11 Ensina-me o teu caminho, Senhor, para que eu ande na tua verdade; dá-me um coração inteiramente fiel, para que eu tema o teu nome.
12 De todo o meu coração te louvarei, Senhor, meu Deus; glorificarei o teu nome para sempre.
13 Pois grande é o teu amor para comigo; tu me livraste das profundezas do Sheol.
14 Os arrogantes estão me atacando, ó Deus; um bando de homens cruéis, gente que não faz caso de ti procura tirar-me a vida.
15 Mas tu, Senhor, és Deus compassivo e misericordioso, muito paciente, rico em amor e em fidelidade.
16 Volta-te para mim! Tem misericórdia de mim! Concede a tua força a teu servo
e salva o filho da tua serva.
17 Dá-me um sinal da tua bondade, para que os meus inimigos vejam e sejam humilhados, pois tu, Senhor, me ajudaste e me consolaste.

Bíblia

Salmo 88

1 Ó Senhor, Deus que me salva, a ti clamo dia e noite.
2 Que a minha oração chegue diante de ti; inclina os teus ouvidos ao meu clamor.
3 Tenho sofrido tanto que a minha vida está à beira da sepultura!
4 Sou contado entre os que descem à cova; sou como um homem que já não tem forças.
5 Fui colocado junto aos mortos, sou como os cadáveres que jazem no túmulo, dos quais já não te lembras, pois foram tirados de tua mão.
6 Puseste-me na cova mais profunda, na escuridão das profundezas.
7 Tua ira pesa sobre mim; com todas as tuas ondas me afligiste.
8 Afastaste de mim os meus melhores amigos e me tornaste repugnante para eles.
Estou como um preso que não pode fugir;
9 minhas vistas já estão fracas de tristeza. A ti, Senhor, clamo cada dia; a ti ergo as minhas mãos.
10 Acaso mostras as tuas maravilhas aos mortos? Acaso os mortos se levantam
e te louvam?
11 Será que o teu amor é anunciado no túmulo e a tua fidelidade no Abismo da Morte?
12 Acaso são conhecidas as tuas maravilhas na região das trevas e os teus feitos de justiça na terra do esquecimento?
13 Mas eu, Senhor, a ti clamo por socorro; já de manhã a minha oração chega à tua presença.
14 Por que, Senhor, me rejeitas e escondes de mim o teu rosto?
15 Desde moço tenho sofrido e ando perto da morte; os teus terrores levaram-me ao desespero.
16 Sobre mim se abateu a tua ira; os pavores que me causas me destruíram.
17 Cercam-me o dia todo como uma inundação; envolvem-me por completo.
18 Tiraste de mim os meus amigos e os meus companheiros; as trevas são a minha única companhia.

Bíblia

Salmo 87

1 O Senhor edificou sua cidade sobre o monte santo;
2 ele ama as portas de Sião mais do que qualquer outro lugar de Jacó.
3 Coisas gloriosas são ditas de ti, ó cidade de Deus!
4 "Entre os que me reconhecem incluirei Raabe e Babilônia, além da Filístia, de Tiro, e também da Etiópia, como se tivessem nascido em Sião."
5 De fato, acerca de Sião se dirá: "Todos estes nasceram em Sião, e o próprio Altíssimo a estabelecerá".
6 O Senhor escreverá no registro dos povos: "Este nasceu ali".
7 Com danças e cânticos, dirão: "Em Sião estão as nossas origens!"

Bíblia

Salmo 69

1 Salva-me, ó Deus!, pois as águas subiram até o meu pescoço.
2 Nas profundezas lamacentas eu me afundo; não tenho onde firmar os pés. Entrei em águas profundas; as correntezas me arrastam.
3 Cansei-me de pedir socorro; minha garganta se abrasa. Meus olhos fraquejam
de tanto esperar pelo meu Deus.
4 Os que sem razão me odeiam são mais do que os fios de cabelo da minha cabeça; muitos são os que me prejudicam sem motivo; muitos, os que procuram destruir-me. Sou forçado a devolver o que não roubei.
5 Tu bem sabes como fui insensato, ó Deus; a minha culpa não te é encoberta.
6 Não se decepcionem por minha causa aqueles que esperam em ti, ó Senhor, Senhor dos Exércitos! Não se frustrem por minha causa os que te buscam, ó Deus de Israel!
7 Pois por amor a ti suporto zombaria, e a vergonha cobre-me o rosto.
8 Sou um estrangeiro para os meus irmãos, um estranho até para os filhos da minha mãe;
9 pois o zelo pela tua casa me consome, e os insultos daqueles que te insultam
caem sobre mim.
10 Até quando choro e jejuo, tenho que suportar zombaria;
11 quando ponho vestes de lamento, sou objeto de chacota.
12 Os que se ajuntam na praça falam de mim, e sou a canção dos bêbados.
13 Mas eu, Senhor, no tempo oportuno, elevo a ti minha oração; responde-me, por teu grande amor, ó Deus, com a tua salvação infalível!
14 Tira-me do atoleiro, não me deixes afundar; liberta-me dos que me odeiam
e das águas profundas.
15 Não permitas que as correntezas me arrastem nem que as profundezas me engulam, nem que a cova feche sobre mim a sua boca!
16 Responde-me, Senhor, pela bondade do teu amor; por tua grande misericórdia, volta-te para mim.
17 Não escondas do teu servo a tua face; responde-me depressa, pois estou em perigo.
18 Aproxima-te e resgata-me; livra-me por causa dos meus inimigos.
19 Tu bem sabes como sofro zombaria, humilhação e vergonha; conheces todos os meus adversários.
20 A zombaria partiu-me o coração; estou em desespero! Supliquei por socorro, nada recebi; por consoladores, e a ninguém encontrei.
21 Puseram fel na minha comida e para matar-me a sede deram-me vinagre.
22 Que a mesa deles se lhes transforme em laço; torne-se retribuição e armadilha.
23 Que se lhe escureçam os olhos para que não consigam ver; faze-lhes tremer o corpo sem parar.
24 Despeja sobre eles a tua ira; que o teu furor ardente os alcance.
25 Fique deserto o lugar deles; não haja ninguém que habite nas suas tendas.
26 Pois perseguem aqueles que tu feres e comentam a dor daqueles a quem castigas.
27 Acrescenta-lhes pecado sobre pecado; não os deixes alcançar a tua justiça.
28 Sejam eles tirados do livro da vida e não sejam incluídos no rol dos justos.
29 Grande é a minha aflição e a minha dor! Proteja-me, ó Deus, a tua salvação!
30 Louvarei o nome de Deus com cânticos e proclamarei sua grandeza com ações de graças;
31 isso agradará o Senhor mais do que bois, mais do que touros com seus chifres e cascos.
32 Os necessitados o verão e se alegrarão; a vocês que buscam a Deus, vida ao seu coração!
33 O Senhor ouve o pobre e não despreza o seu povo aprisionado.
34 Louvem-no os céus e a terra, os mares e tudo o que neles se move,
35 pois Deus salvará Sião e reconstruirá as cidades de Judá. Então o povo ali viverá e tomará posse da terra;
36 a descendência dos seus servos a herdará, e nela habitarão os que amam o seu nome.

Bíblia

Salmo 73

1 Certamente Deus é bom para Israel, para os puros de coração.
2 Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram; por pouco não escorreguei.
3 Pois tive inveja dos arrogantes quando vi a prosperidade desses ímpios.
4 Eles não passam por sofrimento e têm o corpo saudável e forte.
5 Estão livres dos fardos de todos; não são atingidos por doenças como os outros homens.
6 Por isso o orgulho lhes serve de colar, e eles se vestem de violência.
7 Do seu íntimo brota a maldade; da sua mente transbordam maquinações.
8 Eles zombam e falam com más intenções; em sua arrogância ameaçam com opressão.
9 Com a boca arrogam a si os céus, e com a língua se apossam da terra.
10 Por isso o seu povo se volta para eles e bebe suas palavras até saciar-se.
11 Eles dizem: "Como saberá Deus? Terá conhecimento o Altíssimo?"
12 Assim são os ímpios; sempre despreocupados, aumentam suas riquezas.
13 Certamente me foi inútil manter puro o coração e lavar as mãos na inocência,
14 pois o dia inteiro sou afligido, e todas as manhãs sou castigado.
15 Se eu tivesse dito: "Falarei como eles", teria traído os teus filhos.
16 Quando tentei entender tudo isso, achei muito difícil para mim,
17 até que entrei no santuário de Deus, e então compreendi o destino dos ímpios.
18 Certamente os pões em terreno escorregadio e os fazes cair na ruína.
19 Como são destruídos de repente, completamente tomados de pavor!
20 São como um sonho que se vai quando acordamos; quando te levantares, Senhor, tu os farás desaparecer.
21 Quando o meu coração estava amargurado e no íntimo eu sentia inveja,
22 agi como insensato e ignorante; minha atitude para contigo era a de um animal irracional.
23 Contudo, sempre estou contigo; tomas a minha mão direita e me susténs.
24 Tu me diriges com o teu conselho, e depois me receberás com honras.
25 A quem tenho nos céus senão a ti? E, na terra, nada mais desejo além de estar junto a ti.
26 O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar, mas Deus é a força do meu coração e a minha herança para sempre.
27 Os que te abandonam sem dúvida perecerão; tu destróis todos os infiéis.
28 Mas, para mim, bom é estar perto de Deus; fiz do Soberano Senhor o meu refúgio; proclamarei todos os teus feitos.

Bíblia

Salmo 72

1 Reveste da tua justiça o rei, ó Deus, e da tua retidão o filho do rei,
2 para que ele julgue com retidão e com justiça os teus que sofrem opressão.
3 Que os montes tragam prosperidade ao povo e as colinas o fruto da justiça.
4 Defenda ele os oprimidos no meio do povo e liberte os filhos dos pobres; esmague ele o opressor!
5 Que ele perdure como o sol e como a lua por todas as gerações.
6 Seja ele como chuva sobre uma lavoura ceifada, como aguaceiros que regam a terra.
7 Floresçam os justos nos dias do rei, e haja grande prosperidade enquanto durar a lua.
8 Governe ele de mar a mar e desde o rio Eufrates até os confins da terra.
9 Inclinem-se diante dele as tribos do deserto, e os seus inimigos lambam o pó.
10 Que os reis de Társis e das regiões litorâneas lhe tragam tributo; os reis de Sabá e de Sebá lhe ofereçam presentes.
11 Inclinem-se diante dele todos os reis, e sirvam-no todas as nações.
12 Pois ele liberta os pobres que pedem socorro, os oprimidos que não têm quem os ajude.
13 Ele se compadece dos fracos e dos pobres e os salva da morte.
14 Ele os resgata da opressão e da violência, pois aos seus olhos a vida deles é preciosa.
15 Tenha o rei vida longa! Receba ele o ouro de Sabá. Que se ore por ele continuamente, e todo o dia se invoquem bênçãos sobre ele.
16 Haja fartura de trigo por toda a terra, ondulando no alto dos montes. Floresçam os seus frutos como os do Líbano e cresçam as cidades como as plantas no campo.
17 Permaneça para sempre o seu nome e dure a sua fama enquanto o sol brilhar.
Sejam abençoadas todas as nações por meio dele, e que elas o chamem bendito.
18 Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel, o único que realiza feitos maravilhosos.
19 Bendito seja o seu glorioso nome para sempre; encha-se toda a terra da sua glória. Amém e amém.
20 Encerram-se aqui as orações de Davi, filho de Jessé.

Bíblia

Salmo 89

1 Cantarei para sempre o amor do Senhor; com minha boca anunciarei a tua fidelidade por todas as gerações.
2 Sei que firme está o teu amor para sempre, e que firmaste nos céus a tua fidelidade.
3 Tu disseste: "Fiz aliança com o meu escolhido, jurei ao meu servo Davi:
4 'Estabelecerei a tua linhagem para sempre e firmarei o teu trono por todas as gerações' ".
5 Os céus louvam as tuas maravilhas, Senhor, e a tua fidelidade na assembleia dos santos.
6 Pois quem nos céus poderá comparar-se ao Senhor? Quem entre os seres celestiais assemelha-se ao Senhor?
7 Na assembleia dos santos Deus é temível, mais do que todos os que o rodeiam.
8 Ó Senhor, Deus dos Exércitos, quem é semelhante a ti? És poderoso, Senhor,
envolto em tua fidelidade.
9 Tu dominas o revolto mar; quando se agigantam as suas ondas, tu as acalmas.
10 Esmagaste e mataste o Monstro dos Mares; com teu braço forte dispersaste os teus inimigos.
11 Os céus são teus, e tua também é a terra; fundaste o mundo e tudo o que nele existe.
12 Tu criaste o Norte e o Sul; o Tabor e o Hermom cantam de alegria pelo teu nome.
13 O teu braço é poderoso; a tua mão é forte, exaltada é tua mão direita.
14 A retidão e a justiça são os alicerces do teu trono; o amor e a fidelidade vão à tua frente.
15 Como é feliz o povo que aprendeu a aclamar-te, Senhor, e que anda na luz da tua presença!
16 Sem cessar exultam no teu nome, e alegram-se na tua retidão,
17 pois tu és a nossa glória e a nossa força, e pelo teu favor exaltas a nossa força.
18 Sim, Senhor, tu és o nosso escudo, ó Santo de Israel, tu és o nosso rei.
19 Numa visão falaste um dia, e aos teus fiéis disseste: "Cobri de forças um guerreiro, exaltei um homem escolhido dentre o povo.
20 Encontrei o meu servo Davi; ungi-o com o meu óleo sagrado.
21 A minha mão o susterá, e o meu braço o fará forte.
22 Nenhum inimigo o sujeitará a tributos; nenhum injusto o oprimirá.
23 Esmagarei diante dele os seus adversários e destruirei os seus inimigos.
24 A minha fidelidade e o meu amor o acompanharão, e pelo meu nome aumentará o seu poder.
25 A sua mão dominará até o mar; sua mão direita, até os rios.
26 Ele me dirá: 'Tu és o meu Pai, o meu Deus, a Rocha que me salva'.
27 Também o nomearei meu primogênito, o mais exaltado dos reis da terra.
28 Manterei o meu amor por ele para sempre, e a minha aliança com ele jamais se quebrará.
29 Firmarei a sua linhagem para sempre, e o seu trono durará enquanto existirem céus.
30 "Se os seus filhos abandonarem a minha lei e não seguirem as minhas ordenanças,
31 se violarem os meus decretos e deixarem de obedecer aos meus mandamentos,
32 com a vara castigarei o seu pecado, e a sua iniquidade com açoites;
33 mas não afastarei dele o meu amor; jamais desistirei da minha fidelidade.
34 Não violarei a minha aliança nem modificarei as promessas dos meus lábios.
35 De uma vez para sempre jurei pela minha santidade e não mentirei a Davi,
36 que a sua linhagem permanecerá para sempre, e o seu trono durará como o sol;
37 será estabelecido para sempre como a lua, a fiel testemunha no céu."
38 Mas tu o rejeitaste, recusaste-o e te enfureceste com o teu ungido.
39 Revogaste a aliança com o teu servo e desonraste a sua coroa, lançando-a ao chão.
40 Derrubaste todos os seus muros e reduziste a ruínas as suas fortalezas.
41 Todos os que passam o saqueiam; tornou-se objeto de zombaria para os seus vizinhos.
42 Tu exaltaste a mão direita dos seus adversários e encheste de alegria todos os seus inimigos.
43 Tiraste o fio da sua espada e não o apoiaste na batalha.
44 Deste fim ao seu esplendor e atiraste ao chão o seu trono.
45 Encurtaste os dias da sua juventude; com um manto de vergonha o cobriste.
46 Até quando, Senhor? Para sempre te esconderás?
Até quando a tua ira queimará como fogo? 47 Lembra-te de como é passageira a minha vida. Terás criado em vão todos os homens?
48 Que homem pode viver e não ver a morte, ou livrar-se do poder da sepultura?
49 Ó Senhor, onde está o teu antigo amor, que com fidelidade juraste a Davi?
50 Lembra-te, Senhor, das afrontas que o teu servo tem sofrido, das zombarias que no íntimo tenho que suportar de todos os povos,
51 das zombarias dos teus inimigos, Senhor, com que afrontam a cada passo o teu ungido.
52 Bendito seja o Senhor para sempre! Amém e amém.

Bíblia

Salmo 90

1 Senhor, tu és o nosso refúgio, sempre, de geração em geração.
2 Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus.
3 Fazes os homens voltarem ao pó, dizendo: "Retornem ao pó, seres humanos!"
4 De fato, mil anos para ti são como o dia de ontem que passou, como as horas da noite.
5 Como uma correnteza, tu arrastas os homens; são breves como o sono; são como a relva que brota ao amanhecer;
6 germina e brota pela manhã, mas, à tarde, murcha e seca.
7 Somos consumidos pela tua ira e aterrorizados pelo teu furor.
8 Conheces as nossas iniquidades; não escapam os nossos pecados secretos à luz da tua presença.
9 Todos os nossos dias passam debaixo do teu furor; vão-se como um murmúrio.
10 Os anos de nossa vida chegam a setenta, ou a oitenta para os que têm mais vigor; entretanto, são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois a vida passa depressa, e nós voamos!
11 Quem conhece o poder da tua ira? Pois o teu furor é tão grande como o temor que te é devido.
12 Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria.
13 Volta-te, Senhor! Até quando será assim? Tem compaixão dos teus servos!
14 Satisfaze-nos pela manhã com o teu amor leal, e todos os nossos dias cantaremos felizes.
15 Dá-nos alegria pelo tempo que nos afligiste, pelos anos em que tanto sofremos.
16 Sejam manifestos os teus feitos aos teus servos, e aos filhos deles o teu esplendor!
17 Esteja sobre nós a bondade do nosso Deus Soberano. Consolida, para nós,
a obra de nossas mãos; consolida a obra de nossas mãos!

Bíblia

Salmo 80

1 Escuta-nos, Pastor de Israel, tu, que conduzes José como um rebanho; tu, que tens o teu trono sobre os querubins, manifesta o teu esplendor
2 diante de Efraim, Benjamim e Manassés. Desperta o teu poder e vem salvar-nos!
3 Restaura-nos, ó Deus! Faze resplandecer sobre nós o teu rosto, para que sejamos salvos.
4 Ó Senhor, Deus dos Exércitos, até quando arderá a tua ira contra as orações do teu povo?
5 Tu o alimentaste com pão de lágrimas e o fizeste beber copos de lágrimas.
6 Fizeste de nós um motivo de disputas entre as nações vizinhas, e os nossos inimigos caçoam de nós.
7 Restaura-nos, ó Deus dos Exércitos; faze resplandecer sobre nós o teu rosto,
para que sejamos salvos.
8 Do Egito trouxeste uma videira; expulsaste as nações e a plantaste.
9 Limpaste o terreno, ela lançou raízes e encheu a terra.
10 Os montes foram cobertos pela sua sombra e os mais altos cedros pelos seus ramos.
11 Seus ramos se estenderam até o Mar e os seus brotos até o Rio.
12 Por que derrubaste as suas cercas, permitindo que todos os que passam
apanhem as suas uvas?
13 Javalis da floresta a devastam e as criaturas do campo dela se alimentam.
14 Volta-te para nós, ó Deus dos Exércitos! Dos altos céus olha e vê! Toma conta desta videira,
15 da raiz que a tua mão direita plantou, do filho que para ti fizeste crescer!
16 Tua videira foi derrubada; como lixo foi consumida pelo fogo. Pela tua repreensão perece o teu povo!
17 Repouse a tua mão sobre aquele que puseste à tua mão direita, o filho do homem que para ti fizeste crescer.
18 Então não nos desviaremos de ti; vivifica-nos, e invocaremos o teu nome.
19 Restaura-nos, ó Senhor, Deus dos Exércitos; faze resplandecer sobre nós o teu rosto, para que sejamos salvos.

Bíblia

Salmo 81

1 Cantem de alegria a Deus, nossa força; aclamem o Deus de Jacó!
2 Comecem o louvor, façam ressoar o tamborim, toquem a lira e a harpa melodiosa.
3 Toquem a trombeta na lua nova e no dia de lua cheia, dia da nossa festa;
4 porque este é um decreto para Israel, uma ordenança do Deus de Jacó,
5 que ele estabeleceu como estatuto para José, quando atacou o Egito. Ali ouvimos uma língua que não conhecíamos.
6 Ele diz: "Tirei o peso dos seus ombros; suas mãos ficaram livres dos cestos de cargas.
7 Na sua aflição vocês clamaram e eu os livrei, do esconderijo dos trovões lhes respondi; eu os pus à prova nas águas de Meribá.
8 "Ouça, meu povo, as minhas advertências; se tão somente você me escutasse, ó Israel!
9 Não tenha deus estrangeiro no seu meio; não se incline perante nenhum deus estranho.
10 Eu sou o Senhor, o seu Deus, que o tirei da terra do Egito. Abra a sua boca, e eu o alimentarei.
11 "Mas o meu povo não quis ouvir-me; Israel não quis obedecer-me.
12 Por isso os entreguei ao seu coração obstinado, para seguirem os seus próprios planos.
13 "Se o meu povo apenas me ouvisse, se Israel seguisse os meus caminhos,
14 com rapidez eu subjugaria os seus inimigos e voltaria a minha mão contra os seus adversários!
15 Os que odeiam o Senhor se renderiam diante dele e receberiam um castigo perpétuo.
16 Mas eu sustentaria Israel com o melhor trigo, e com o mel da rocha eu o satisfaria".

Bíblia

Salmo 82

1 É Deus quem preside a assembleia divina; no meio dos deuses, ele é o juiz.
2 "Até quando vocês vão absolver os culpados e favorecer os ímpios?
3 "Garantam justiça para os fracos e para os órfãos; mantenham os direitos dos necessitados e dos oprimidos.
4 Livrem os fracos e os pobres; libertem-nos das mãos dos ímpios.
5 "Eles nada sabem, nada entendem. Vagueiam pelas trevas; todos os fundamentos da terra estão abalados.
6 "Eu disse: 'Vocês são deuses, todos vocês são filhos do Altíssimo'.
7 Mas vocês morrerão como simples homens; cairão como qualquer outro governante."
8 Levanta-te, ó Deus, julga a terra, pois todas as nações te pertencem.

Bíblia

Salmo 109

1 Ó Deus, a quem louvo, não fiques indiferente,
2 pois homens ímpios e falsos dizem calúnias contra mim, e falam mentiras a meu respeito.
3 Eles me cercaram com palavras carregadas de ódio; atacaram-me sem motivo.
4 Em troca da minha amizade eles me acusam, mas eu permaneço em oração.
5 Retribuem-me o bem com o mal, e a minha amizade com ódio.
6 Designe-se um ímpio para ser seu oponente; à sua direita esteja um acusador.
7 Seja declarado culpado no julgamento, e que até a sua oração seja considerada pecado.
8 Seja a sua vida curta, e outro ocupe o seu lugar.
9 Fiquem órfãos os seus filhos e viúva a sua esposa.
10 Vivam os seus filhos vagando como mendigos, e saiam rebuscando o pão
longe de suas casas em ruínas.
11 Que um credor se aposse de todos os seus bens, e estranhos saqueiem o fruto do seu trabalho.
12 Que ninguém o trate com bondade nem tenha misericórdia dos seus filhos órfãos.
13 Sejam exterminados os seus descendentes e desapareçam os seus nomes
na geração seguinte.
14 Que o Senhor se lembre da iniquidade dos seus antepassados, e não se apague o pecado de sua mãe.
15 Estejam os seus pecados sempre perante o Senhor, e na terra ninguém jamais se lembre da sua família.
16 Pois ele jamais pensou em praticar um ato de bondade, mas perseguiu até à morte o pobre, o necessitado e o de coração partido.
17 Ele gostava de amaldiçoar: venha sobre ele a maldição! Não tinha prazer em abençoar: afaste-se dele a bênção!
18 Ele vestia a maldição como uma roupa: entre ela em seu corpo como água e em seus ossos como óleo.
19 Envolva-o como um manto e aperte-o sempre como um cinto.
20 Assim retribua o Senhor aos meus acusadores, aos que me caluniam.
21 Mas tu, Soberano Senhor, intervém em meu favor, por causa do teu nome. Livra-me, pois é sublime o teu amor leal!
22 Sou pobre e necessitado e, no íntimo, o meu coração está abatido.
23 Vou definhando como a sombra vespertina; para longe sou lançado, como um gafanhoto.
24 De tanto jejuar os meus joelhos fraquejam e o meu corpo definha de magreza.
25 Sou objeto de zombaria para os meus acusadores; logo que me veem, meneiam a cabeça.
26 Socorro, Senhor, meu Deus! Salva-me pelo teu amor leal!
27 Que eles reconheçam que foi a tua mão, que foste tu, Senhor, que o fizeste.
28 Eles podem amaldiçoar, tu, porém, me abençoas. Quando atacarem, serão humilhados, mas o teu servo se alegrará.
29 Sejam os meus acusadores vestidos de desonra; que a vergonha os cubra como um manto.
30 Em alta voz, darei muitas graças ao Senhor; no meio da assembleia eu o louvarei,
31 pois ele se põe ao lado do pobre para salvá-lo daqueles que o condenam.

Bíblia

Salmo 112

1 Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos!
2 Seus descendentes serão poderosos na terra, serão uma geração abençoada, de homens íntegros.
3 Grande riqueza há em sua casa, e a sua justiça dura para sempre.
4 A luz raia nas trevas para o íntegro, para quem é misericordioso, compassivo e justo.
5 Feliz é o homem que empresta com generosidade e que com honestidade conduz os seus negócios.
6 O justo jamais será abalado; para sempre se lembrarão dele.
7 Não temerá más notícias; seu coração está firme, confiante no Senhor.
8 O seu coração está seguro e nada temerá. No final, verá a derrota dos seus adversários.
9 Reparte generosamente com os pobres; a sua justiça dura para sempre; seu poder será exaltado em honra.
10 O ímpio o vê e fica irado, range os dentes e definha. O desejo dos ímpios se frustrará.

Bíblia

Salmo 111

1 Aleluia! Darei graças ao Senhor de todo o coração na reunião da congregação dos justos.
2 Grandes são as obras do Senhor; nelas meditam todos os que as apreciam.
3 Os seus feitos manifestam majestade e esplendor, e a sua justiça dura para sempre.
4 Ele fez proclamar as suas maravilhas; o Senhor é misericordioso e compassivo.
5 Deu alimento aos que o temiam, pois sempre se lembra de sua aliança.
6 Mostrou ao seu povo os seus feitos poderosos, dando-lhe as terras das nações.
7 As obras das suas mãos são fiéis e justas; todos os seus preceitos merecem confiança.
8 Estão firmes para sempre, estabelecidos com fidelidade e retidão.
9 Ele trouxe redenção ao seu povo e firmou a sua aliança para sempre. Santo e temível é o seu nome!
10 O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; todos os que cumprem os seus preceitos revelam bom senso. Ele será louvado para sempre!

Bíblia

Salmo 113

1 Aleluia! Louvem, ó servos do Senhor, louvem o nome do Senhor!
2 Seja bendito o nome do Senhor, desde agora e para sempre!
3 Do nascente ao poente, seja louvado o nome do Senhor!
4 O Senhor está exaltado acima de todas as nações; e acima dos céus está a sua glória.
5 Quem é como o Senhor, o nosso Deus, que reina em seu trono nas alturas,
6 mas se inclina para contemplar o que acontece nos céus e na terra?
7 Ele levanta do pó o necessitado e ergue do lixo o pobre,
8 para fazê-los sentar-se com príncipes, com os príncipes do seu povo.
9 Dá um lar à estéril, e dela faz uma feliz mãe de filhos. Aleluia!

Bíblia

Salmo 107

1 Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre.
2 Assim o digam os que o Senhor resgatou, os que livrou das mãos do adversário
3 e reuniu de outras terras, do oriente e do ocidente, do norte e do sul.
4 Perambularam pelo deserto e por terras áridas sem encontrar cidade habitada.
5 Estavam famintos e sedentos; sua vida ia se esvaindo.
6 Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os livrou da tribulação em que se encontravam
7 e os conduziu por caminho seguro a uma cidade habitada.
8 Que eles deem graças ao Senhor por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens,
9 porque ele sacia o sedento e satisfaz plenamente o faminto.
10 Assentaram-se nas trevas e na sombra mortal, aflitos, acorrentados,
11 pois se rebelaram contra as palavras de Deus e desprezaram os desígnios do Altíssimo.
12 Por isso ele os sujeitou a trabalhos pesados; eles tropeçaram, e não houve quem os ajudasse.
13 Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os salvou da tribulação em que se encontravam.
14 Ele os tirou das trevas e da sombra mortal e quebrou as correntes que os prendiam.
15 Que eles deem graças ao Senhor, por seu amor leal e por suas maravilhas
em favor dos homens,
16 porque despedaçou as portas de bronze e rompeu as trancas de ferro.
17 Tornaram-se tolos por causa dos seus caminhos rebeldes, e sofreram por causa das suas maldades.
18 Sentiram repugnância por toda comida e chegaram perto das portas da morte.
19 Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os salvou da tribulação em que se encontravam.
20 Ele enviou a sua palavra e os curou, e os livrou da morte.
21 Que eles deem graças ao Senhor, por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens.
22 Que eles ofereçam sacrifícios de ação de graças e anunciem as suas obras com cânticos de alegria.
23 Fizeram-se ao mar em navios, para negócios na imensidão das águas,
24 e viram as obras do Senhor, as suas maravilhas nas profundezas.
25 Deus falou e provocou um vendaval que levantava as ondas.
26 Subiam aos céus e desciam aos abismos; diante de tal perigo, perderam a coragem.
27 Cambaleavam, tontos como bêbados, e toda a sua habilidade foi inútil.
28 Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os tirou da tribulação em que se encontravam.
29 Reduziu a tempestade a uma brisa e serenou as ondas.
30 As ondas sossegaram, eles se alegraram, e Deus os guiou ao porto almejado.
31 Que eles deem graças ao Senhor por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens.
32 Que o exaltem na assembleia do povo e o louvem na reunião dos líderes.
33 Ele transforma os rios em deserto e as fontes em terra seca,
34 faz da terra fértil um solo estéril, por causa da maldade dos seus moradores.
35 Transforma o deserto em açudes e a terra ressecada em fontes.
36 Ali ele assenta os famintos, para fundarem uma cidade habitável,
37 semearem lavouras, plantarem vinhas e colherem uma grande safra.
38 Ele os abençoa, e eles se multiplicam; e não deixa que os seus rebanhos diminuam.
39 Quando, porém, reduzidos, são humilhados com opressão, desgraça e tristeza.
40 Deus derrama desprezo sobre os nobres e os faz vagar num deserto sem caminhos.
41 Mas tira os pobres da miséria e aumenta as suas famílias como rebanhos.
42 Os justos veem tudo isso e se alegram, mas todos os perversos se calam.
43 Reflitam nisso os sábios e considerem a bondade do Senhor.

Bíblia