Salmos da Bíblia

Cerca de 407 frases e pensamentos: Salmos da Bíblia

Deus ouve todos os meus humildes pedidos e responde às minhas orações.

Salmos cap 6 vs 9 - Bíblia Sagrada

Senhor Deus, lavo as mãos para mostrar que estou inocente. Com os que te adoram, ando em volta do Teu altar cantando um hino de gratidão e falando de Tuas obras maravilhosas.

Bíblia - Salmos 26:7

Salmo 119

1 Como são felizes os que andam em caminhos irrepreensíveis, que vivem conforme a lei do Senhor!
2 Como são felizes os que obedecem aos seus estatutos e de todo o coração o buscam!
3 Não praticam o mal e andam nos caminhos do Senhor.
4 Tu mesmo ordenaste os teus preceitos para que sejam fielmente obedecidos.
5 Quem dera fossem firmados os meus caminhos na obediência aos teus decretos.
6 Então não ficaria decepcionado ao considerar todos os teus mandamentos.
7 Eu te louvarei de coração sincero quando aprender as tuas justas ordenanças.
8 Obedecerei aos teus decretos; nunca me abandones.
9 Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra.
10 Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos.
11 Guardei no coração a tua palavra para não pecar contra ti.
12 Bendito sejas, Senhor! Ensina-me os teus decretos.
13 Com os lábios repito todas as leis que promulgaste.
14 Regozijo-me em seguir os teus testemunhos como o que se regozija com grandes riquezas.
15 Meditarei nos teus preceitos e darei atenção às tuas veredas.
16 Tenho prazer nos teus decretos; não me esqueço da tua palavra.
17 Trata com bondade o teu servo para que eu viva e obedeça à tua palavra.
18 Abre os meus olhos para que eu veja as maravilhas da tua lei.
19 Sou peregrino na terra; não escondas de mim os teus mandamentos.
20 A minha alma consome-se de perene desejo das tuas ordenanças.
21 Tu repreendes os arrogantes; malditos os que se desviam dos teus mandamentos!
22 Tira de mim a afronta e o desprezo, pois obedeço aos teus estatutos.
23 Mesmo que os poderosos se reúnam para conspirar contra mim, ainda assim o teu servo meditará nos teus decretos.
24 Sim, os teus testemunhos são o meu prazer; eles são os meus conselheiros.
25 Agora estou prostrado no pó; preserva a minha vida conforme a tua promessa.
26 A ti relatei os meus caminhos e tu me respondeste; ensina-me os teus decretos.
27 Faze-me discernir o propósito dos teus preceitos; então meditarei nas tuas maravilhas.
28 A minha alma se consome de tristeza; fortalece-me conforme a tua promessa.
29 Desvia-me dos caminhos enganosos; por tua graça, ensina-me a tua lei.
30 Escolhi o caminho da fidelidade; decidi seguir as tuas ordenanças.
31 Apego-me aos teus testemunhos, ó Senhor; não permitas que eu fique decepcionado.
32 Corro pelo caminho que os teus mandamentos apontam, pois me deste maior entendimento.
33 Ensina-me, Senhor, o caminho dos teus decretos, e a eles obedecerei até o fim.
34 Dá-me entendimento, para que eu guarde a tua lei e a ela obedeça de todo o coração.
35 Dirige-me pelo caminho dos teus mandamentos, pois nele encontro satisfação.
36 Inclina o meu coração para os teus estatutos, e não para a ganância.
37 Desvia os meus olhos das coisas inúteis; faze-me viver nos caminhos que traçaste.
38 Cumpre a tua promessa para com o teu servo, para que sejas temido.
39 Livra-me da afronta que me apavora, pois as tuas ordenanças são boas.
40 Como anseio pelos teus preceitos! Preserva a minha vida por tua justiça!
41 Que o teu amor alcance-me, Senhor, e a tua salvação, segundo a tua promessa;
42 então responderei aos que me afrontam, pois confio na tua palavra.
43 Jamais tires da minha boca a palavra da verdade, pois nas tuas ordenanças
depositei a minha esperança.
44 Obedecerei constantemente à tua lei, para todo o sempre.
45 Andarei em verdadeira liberdade, pois tenho buscado os teus preceitos.
46 Falarei dos teus testemunhos diante de reis, sem ficar envergonhado.
47 Tenho prazer nos teus mandamentos; eu os amo.
48 A ti levanto minhas mãos e medito nos teus decretos.
49 Lembra-te da tua palavra ao teu servo, pela qual me deste esperança.
50 Este é o meu consolo no meu sofrimento: A tua promessa dá-me vida.
51 Os arrogantes zombam de mim o tempo todo, mas eu não me desvio da tua lei.
52 Lembro-me, Senhor, das tuas ordenanças do passado e nelas acho consolo.
53 Fui tomado de ira tremenda por causa dos ímpios que rejeitaram a tua lei.
54 Os teus decretos são o tema da minha canção em minha peregrinação.
55 De noite lembro-me do teu nome, Senhor! Vou obedecer à tua lei.
56 Esta tem sido a minha prática: Obedecer aos teus preceitos.
57 Tu és a minha herança, Senhor; prometi obedecer às tuas palavras.
58 De todo o coração suplico a tua graça; tem misericórdia de mim, conforme a tua promessa.
59 Refleti em meus caminhos e voltei os meus passos para os teus testemunhos.
60 Eu me apressarei e não hesitarei em obedecer aos teus mandamentos.
61 Embora as cordas dos ímpios queiram prender-me, eu não me esqueço da tua lei.
62 À meia-noite me levanto para dar-te graças pelas tuas justas ordenanças.
63 Sou amigo de todos os que te temem e obedecem aos teus preceitos.
64 A terra está cheia do teu amor, Senhor; ensina-me os teus decretos.
65 Trata com bondade o teu servo, Senhor, conforme a tua promessa.
66 Ensina-me o bom senso e o conhecimento, pois confio em teus mandamentos.
67 Antes de ser castigado, eu andava desviado, mas agora obedeço à tua palavra.
68 Tu és bom, e o que fazes é bom; ensina-me os teus decretos.
69 Os arrogantes mancharam o meu nome com mentiras, mas eu obedeço aos teus preceitos de todo o coração.
70 O coração deles é insensível; eu, porém, tenho prazer na tua lei.
71 Foi bom para mim ter sido castigado, para que aprendesse os teus decretos.
72 Para mim vale mais a lei que decretaste do que milhares de peças de prata e ouro.
73 As tuas mãos me fizeram e me formaram; dá-me entendimento para aprender
os teus mandamentos.
74 Quando os que têm temor de ti me virem, se alegrarão, pois na tua palavra
depositei a minha esperança.
75 Sei, Senhor, que as tuas ordenanças são justas, e que por tua fidelidade me castigaste.
76 Seja o teu amor o meu consolo, conforme a tua promessa ao teu servo.
77 Alcance-me a tua misericórdia para que eu tenha vida, porque a tua lei é o meu prazer.
78 Sejam humilhados os arrogantes, pois me prejudicaram sem motivo; mas eu meditarei nos teus preceitos.
79 Venham apoiar-me aqueles que te temem, aqueles que entendem os teus estatutos.
80 Seja o meu coração íntegro para com os teus decretos, para que eu não seja humilhado.
81 Estou quase desfalecido, aguardando a tua salvação, mas na tua palavra depositei a minha esperança.
82 Os meus olhos fraquejam de tanto esperar pela tua promessa, e pergunto: "Quando me consolarás?"
83 Embora eu seja como uma vasilha inútil, não me esqueço dos teus decretos.
84 Até quando o teu servo deverá esperar para que castigues os meus perseguidores?
85 Cavaram uma armadilha contra mim os arrogantes, os que não seguem a tua lei.
86 Todos os teus mandamentos merecem confiança; ajuda-me, pois sou perseguido com mentiras.
87 Quase acabaram com a minha vida na terra, mas não abandonei os teus preceitos.
88 Preserva a minha vida pelo teu amor, e obedecerei aos estatutos que decretaste.
89 A tua palavra, Senhor, para sempre está firmada nos céus.
90 A tua fidelidade é constante por todas as gerações; estabeleceste a terra, que firme subsiste.
91 Conforme as tuas ordens, tudo permanece até hoje, pois tudo está a teu serviço.
92 Se a tua lei não fosse o meu prazer, o sofrimento já me teria destruído.
93 Jamais me esquecerei dos teus preceitos, pois é por meio deles que preservas a minha vida.
94 Salva-me, pois a ti pertenço e busco os teus preceitos!
95 Os ímpios estão à espera para destruir-me, mas eu considero os teus testemunhos.
96 Tenho constatado que toda perfeição tem limite; mas não há limite para o teu mandamento.
97 Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro.
98 Os teus mandamentos me tornam mais sábio que os meus inimigos, porquanto estão sempre comigo.
99 Tenho mais discernimento que todos os meus mestres, pois medito nos teus testemunhos.
100 Tenho mais entendimento que os anciãos, pois obedeço aos teus preceitos.
101 Afasto os pés de todo caminho mau para obedecer à tua palavra.
102 Não me afasto das tuas ordenanças, pois tu mesmo me ensinas.
103 Como são doces para o meu paladar as tuas palavras! Mais que o mel para a minha boca!
104 Ganho entendimento por meio dos teus preceitos; por isso odeio todo caminho de falsidade.
105 A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho.
106 Prometi sob juramento e o cumprirei: vou obedecer às tuas justas ordenanças.
107 Passei por muito sofrimento; preserva, Senhor, a minha vida, conforme a tua promessa.
108 Aceita, Senhor, a oferta de louvor dos meus lábios, e ensina-me as tuas ordenanças.
109 A minha vida está sempre em perigo, mas não me esqueço da tua lei.
110 Os ímpios prepararam uma armadilha contra mim, mas não me desviei dos teus preceitos.
111 Os teus testemunhos são a minha herança permanente; são a alegria do meu coração.
112 Dispus o meu coração para cumprir os teus decretos até o fim.
113 Odeio os que são inconstantes, mas amo a tua lei.
114 Tu és o meu abrigo e o meu escudo; e na tua palavra depositei a minha esperança.
115 Afastem-se de mim os que praticam o mal! Quero obedecer aos mandamentos do meu Deus!
116 Sustenta-me, segundo a tua promessa, e eu viverei; não permitas que se frustrem as minhas esperanças.
117 Ampara-me, e estarei seguro; sempre estarei atento aos teus decretos.
118 Tu rejeitas todos os que se desviam dos teus decretos, pois os seus planos enganosos são inúteis.
119 Tu destróis como refugo todos os ímpios da terra; por isso amo os teus testemunhos.
120 O meu corpo estremece diante de ti; as tuas ordenanças enchem-me de temor.
121 Tenho vivido com justiça e retidão; não me abandones nas mãos dos meus opressores.
122 Garante o bem-estar do teu servo; não permitas que os arrogantes me oprimam.
123 Os meus olhos fraquejam, aguardando a tua salvação e o cumprimento da tua justiça.
124 Trata o teu servo conforme o teu amor leal e ensina-me os teus decretos.
125 Sou teu servo; dá-me discernimento para compreender os teus testemunhos.
126 Já é tempo de agires, Senhor, pois a tua lei está sendo desrespeitada.
127 Eu amo os teus mandamentos mais do que o ouro, mais do que o ouro puro.
128 Por isso considero justos os teus preceitos e odeio todo caminho de falsidade.
129 Os teus testemunhos são maravilhosos; por isso lhes obedeço.
130 A explicação das tuas palavras ilumina e dá discernimento aos inexperientes.
131 Abro a boca e suspiro, ansiando por teus mandamentos.
132 Volta-te para mim e tem misericórdia de mim, como sempre fazes aos que amam o teu nome.
133 Dirige os meus passos, conforme a tua palavra; não permitas que nenhum pecado me domine.
134 Resgata-me da opressão dos homens, para que eu obedeça aos teus preceitos.
135 Faze o teu rosto resplandecer sobre o teu servo e ensina-me os teus decretos.
136 Rios de lágrimas correm dos meus olhos, porque a tua lei não é obedecida.
137 Justo és, Senhor, e retas são as tuas ordenanças.
138 Ordenaste os teus testemunhos com justiça; dignos são de inteira confiança!
139 O meu zelo me consome, pois os meus adversários se esquecem das tuas palavras.
140 A tua promessa foi plenamente comprovada, e, por isso, o teu servo a ama.
141 Sou pequeno e desprezado, mas não esqueço os teus preceitos.
142 A tua justiça é eterna, e a tua lei é a verdade.
143 Tribulação e angústia me atingiram, mas os teus mandamentos são o meu prazer.
144 Os teus testemunhos são eternamente justos, dá-me discernimento para que eu tenha vida.
145 Eu clamo de todo o coração; responde-me, Senhor, e obedecerei aos teus testemunhos!
146 Clamo a ti; salva-me, e obedecerei aos teus estatutos!
147 Antes do amanhecer me levanto e suplico o teu socorro; na tua palavra depositei a minha esperança.
148 Fico acordado nas vigílias da noite, para meditar nas tuas promessas.
149 Ouve a minha voz pelo teu amor leal; faze-me viver, Senhor, conforme as tuas ordenanças.
150 Os meus perseguidores aproximam-se com más intenções, mas estão distantes da tua lei.
151 Tu, porém, Senhor, estás perto, e todos os teus mandamentos são verdadeiros.
152 Há muito aprendi dos teus testemunhos que tu os estabeleceste para sempre.
153 Olha para o meu sofrimento e livra-me, pois não me esqueço da tua lei.
154 Defende a minha causa e resgata-me; preserva a minha vida conforme a tua promessa.
155 A salvação está longe dos ímpios, pois eles não buscam os teus decretos.
156 Grande é a tua compaixão, Senhor; preserva a minha vida conforme as tuas leis.
157 Muitos são os meus adversários e os meus perseguidores, mas eu não me desvio dos teus estatutos.
158 Com grande desgosto vejo os infiéis, que não obedecem à tua palavra.
159 Vê como amo os teus preceitos! Dá-me vida, Senhor, conforme o teu amor leal.
160 A verdade é a essência da tua palavra, e todas as tuas justas ordenanças são eternas.
161 Os poderosos perseguem-me sem motivo, mas é diante da tua palavra que o meu coração treme.
162 Eu me regozijo na tua promessa como alguém que encontra grandes despojos.
163 Odeio e detesto a falsidade, mas amo a tua lei.
164 Sete vezes por dia eu te louvo por causa das tuas justas ordenanças.
165 Os que amam a tua lei desfrutam paz, e nada há que os faça tropeçar.
166 Aguardo a tua salvação, Senhor, e pratico os teus mandamentos.
167 Obedeço aos teus testemunhos; amo-os infinitamente!
168 Obedeço a todos os teus preceitos e testemunhos, pois conheces todos os meus caminhos.
169 Chegue à tua presença o meu clamor, Senhor! Dá-me entendimento conforme a tua palavra.
170 Chegue a ti a minha súplica. Livra-me, conforme a tua promessa.
171 Meus lábios transbordarão de louvor, pois me ensinas os teus decretos.
172 A minha língua cantará a tua palavra, pois todos os teus mandamentos são justos.
173 Com tua mão vem ajudar-me, pois escolhi os teus preceitos.
174 Anseio pela tua salvação, Senhor, e a tua lei é o meu prazer.
175 Permite-me viver para que eu te louve; e que as tuas ordenanças me sustentem.
176 Andei vagando como ovelha perdida; vem em busca do teu servo, pois não me esqueci dos teus mandamentos.

Bíblia

Salmo 46

1 Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade.
2 Por isso não temeremos, ainda que a terra trema e os montes afundem no coração do mar,
3 ainda que estrondem as suas águas turbulentas e os montes sejam sacudidos
pela sua fúria.
4 Há um rio cujos canais alegram a cidade de Deus, o Santo Lugar onde habita o Altíssimo.
5 Deus nela está! Não será abalada! Deus vem em seu auxílio desde o romper da manhã.
6 Nações se agitam, reinos se abalam; ele ergue a voz, e a terra se derrete.
7 O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é a nossa torre segura.
8 Venham! Vejam as obras do Senhor, seus feitos estarrecedores na terra.
9 Ele dá fim às guerras até os confins da terra; quebra o arco e despedaça a lança; destrói os escudos com fogo.
10 "Parem de lutar! Saibam que eu sou Deus! Serei exaltado entre as nações,
serei exaltado na terra."
11 O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é a nossa torre segura.

Bíblia

Salmo 21

1 O rei se alegra na tua força, ó Senhor! Como é grande a sua exultação pelas vitórias que lhe dás!
2 Tu lhe concedeste o desejo do seu coração e não lhe rejeitaste o pedido
dos seus lábios.
3 Tu o recebeste dando-lhe ricas bênçãos, e em sua cabeça puseste uma coroa de ouro puro.
4 Ele te pediu vida, e tu lhe deste! Vida longa e duradoura.
5 Pelas vitórias que lhe deste, grande é a sua glória; de esplendor e majestade o cobriste.
6 Fizeste dele uma grande bênção para sempre e lhe deste a alegria da tua presença.
7 O rei confia no Senhor: por causa da fidelidade do Altíssimo ele não será abalado.
8 Tua mão alcançará todos os teus inimigos; tua mão direita atingirá todos os que te odeiam.
9 No dia em que te manifestares farás deles uma fornalha ardente. Na sua ira o Senhor os devorará, um fogo os consumirá.
10 Acabarás com a geração deles na terra, com a sua descendência entre os homens.
11 Embora tramem o mal contra ti e façam planos perversos, nada conseguirão;
12 pois tu os porás em fuga quando apontares para eles o teu arco.
13 Sê exaltado, Senhor, na tua força! Cantaremos e louvaremos o teu poder.

Bíblia

Salmo 14

1 Diz o tolo em seu coração: "Deus não existe". Corromperam-se e cometeram atos detestáveis; não há ninguém que faça o bem.
2 O Senhor olha dos céus para os filhos dos homens, para ver se há alguém que tenha entendimento, alguém que busque a Deus.
3 Todos se desviaram, igualmente se corromperam; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer.
4 Será que nenhum dos malfeitores aprende? Eles devoram o meu povo como quem come pão e não clamam pelo Senhor!
5 Olhem! Estão tomados de pavor! Pois Deus está presente no meio dos justos.
6 Vocês, malfeitores, frustram os planos dos pobres, mas o refúgio deles é o Senhor.
7 Ah, se de Sião viesse a salvação para Israel! Quando o Senhor restaurar o seu povo, Jacó exultará! Israel se regozijará!

Bíblia

Salmo 77

1 Clamo a Deus por socorro; clamo a Deus que me escute.
2 Quando estou angustiado, busco o Senhor; de noite estendo as mãos sem cessar; a minha alma está inconsolável!
3 Lembro-me de ti, ó Deus, e suspiro; começo a meditar, e o meu espírito desfalece.
4 Não me permites fechar os olhos; tão inquieto estou que não consigo falar.
5 Fico a pensar nos dias que se foram, nos anos há muito passados;
6 de noite recordo minhas canções. O meu coração medita, e o meu espírito pergunta:
7 Irá o Senhor rejeitar-nos para sempre? Jamais tornará a mostrar-nos o seu favor?
8 Desapareceu para sempre o seu amor? Acabou-se a sua promessa?
9 Esqueceu-se Deus de ser misericordioso? Em sua ira refreou sua compaixão?
10 Então pensei: "A razão da minha dor é que a mão direita do Altíssimo não age mais".
11 Recordarei os feitos do Senhor; recordarei os teus antigos milagres.
12 Meditarei em todas as tuas obras e considerarei todos os teus feitos.
13 Teus caminhos, ó Deus, são santos. Que deus é tão grande como o nosso Deus?
14 Tu és o Deus que realiza milagres; mostras o teu poder entre os povos.
15 Com o teu braço forte resgataste o teu povo, os descendentes de Jacó e de José.
16 As águas te viram, ó Deus, as águas te viram e se contorceram; até os abismos estremeceram.
17 As nuvens despejaram chuvas, ressoou nos céus o trovão; as tuas flechas reluziam em todas as direções.
18 No redemoinho, estrondou o teu trovão, os teus relâmpagos iluminaram o mundo; a terra tremeu e sacudiu-se.
19 A tua vereda passou pelo mar, o teu caminho pelas águas poderosas, e ninguém viu as tuas pegadas.
20 Guiaste o teu povo como a um rebanho pela mão de Moisés e de Arão.

Bíblia

Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito? Salmos 116:12

Bíblico

[Salmo de Davi para o músico-mor, sobre Aijelete Hashahar]

Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?

Deus meu, eu clamo de dia, e tu não me ouves; de noite, e não tenho sossego.

Porém tu és santo, tu que habitas entre os louvores de Israel.

Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste.

A ti clamaram e escaparam; em ti confiaram, e não foram confundidos.

Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo.

Todos os que me vêem zombam de mim, estendem os lábios e meneiam a cabeça, dizendo:

Confiou no SENHOR, que o livre; livre-o, pois nele tem prazer.

Mas tu és o que me tiraste do ventre; fizeste-me confiar, estando aos seios de minha mãe.

Sobre ti fui lançado desde a madre; tu és o meu Deus desde o ventre de minha mãe.

Não te alongues de mim, pois a angústia está perto, e não há quem ajude.

Muitos touros me cercaram; fortes touros de Basã me rodearam.

Abriram contra mim suas bocas, como um leão que despedaça e que ruge.

Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjuntaram; o meu coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas.

A minha força se secou como um caco, e a língua se me pega ao paladar; e me puseste no pó da morte.

Pois me rodearam cães; o ajuntamento de malfeitores me cercou, traspassaram-me as mãos e os pés.

Poderia contar todos os meus ossos; eles vêem e me contemplam.

Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa.

Mas tu, SENHOR, não te alongues de mim. Força minha, apressa-te em socorrer-me.

Livra a minha alma da espada, e a minha predileta da força do cão.

Salva-me da boca do leão; sim, ouviste-me, das pontas dos bois selvagens.

Então declararei o teu nome aos meus irmãos; louvar-te-ei no meio da congregação.

Vós, que temeis ao SENHOR, louvai-o; todos vós, semente de Jacó, glorificai-o; e temei-o todos vós, semente de Israel.

Porque não desprezou nem abominou a aflição do aflito, nem escondeu dele o seu rosto; antes, quando ele clamou, o ouviu.

O meu louvor será de ti na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem.

Os mansos comerão e se fartarão; louvarão ao SENHOR os que o buscam; o vosso coração viverá eternamente.

Todos os limites da terra se lembrarão, e se converterão ao SENHOR; e todas as famílias das nações adorarão perante a tua face.

Porque o reino é do SENHOR, e ele domina entre as nações.

Todos os que na terra são gordos comerão e adorarão, e todos os que descem ao pó se prostrarão perante ele; e nenhum poderá reter viva a sua alma.

Uma semente o servirá; será declarada ao Senhor a cada geração.

Chegarão e anunciarão a sua justiça ao povo que nascer, porquanto ele o fez.

Bíblia Sagrada

Salmo 132

1 Senhor, lembra-te de Davi e das dificuldades que enfrentou.
2 Ele jurou ao Senhor e fez um voto ao Poderoso de Jacó:
3 "Não entrarei na minha tenda nem me deitarei no meu leito;
4 não permitirei que os meus olhos peguem no sono nem que as minhas pálpebras descansem,
5 enquanto não encontrar um lugar para o Senhor, uma habitação para o Poderoso de Jacó".
6 Soubemos que a arca estava em Efrata, mas nós a encontramos nos campos de Jaar:
7 "Vamos para a habitação do Senhor! Vamos adorá-lo diante do estrado de seus pés!
8 Levanta-te, Senhor, e vem para o teu lugar de descanso, tu e a arca onde está o teu poder.
9 Vistam-se de retidão os teus sacerdotes; cantem de alegria os teus fiéis".
10 Por amor ao teu servo Davi, não rejeites o teu ungido.
11 O Senhor fez um juramento a Davi, um juramento firme que ele não revogará:
"Colocarei um dos seus descendentes no seu trono.
12 Se os seus filhos forem fiéis à minha aliança e aos testemunhos que eu lhes ensino, também os filhos deles o sucederão no trono para sempre".
13 O Senhor escolheu Sião, com o desejo de fazê-la sua habitação:
14 "Este será o meu lugar de descanso para sempre; aqui firmarei o meu trono,
pois esse é o meu desejo.
15 Abençoarei este lugar com fartura; os seus pobres suprirei de pão.
16 Vestirei de salvação os seus sacerdotes e os seus fiéis a celebrarão com grande alegria.
17 "Ali farei renascer o poder de Davi e farei brilhar a luz do meu ungido.
18 Vestirei de vergonha os seus inimigos, mas nele brilhará a sua coroa".

Bíblia

(Salmo 22:27) "Toda terra se converterá ao Senhor e todas as Nações adorarão sua face";

Bíblia

Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas. Salmos 34:19

Bíblia

Salmo 56

1 Tem misericórdia de mim, ó Deus, pois os homens me pressionam; o tempo todo me atacam e me oprimem.
2 Os meus inimigos pressionam-me sem parar; muitos atacam-me arrogantemente.
3 Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em ti.
4 Em Deus, cuja palavra eu louvo, em Deus eu confio e não temerei. Que poderá fazer-me o simples mortal?
5 O tempo todo eles distorcem as minhas palavras; estão sempre tramando prejudicar-me.
6 Conspiram, ficam à espreita, vigiam os meus passos, na esperança de tirar-me a vida.
7 Deixarás escapar essa gente tão perversa? Na tua ira, ó Deus, derruba as nações.
8 Registra, tu mesmo, o meu lamento; recolhe as minhas lágrimas em teu odre;
acaso não estão anotadas em teu livro?
9 Os meus inimigos retrocederão, quando eu clamar por socorro. Com isso saberei que Deus está a meu favor.
10 Confio em Deus, cuja palavra louvo, no Senhor, cuja palavra louvo,
11 em Deus eu confio e não temerei. Que poderá fazer-me o homem?
12 Cumprirei os votos que te fiz, ó Deus; a ti apresentarei minhas ofertas de gratidão.
13 Pois me livraste da morte e aos meus pés de tropeçar, para que eu ande diante de Deus na luz que ilumina os vivos.

Bíblia

Salmo 49

1 Ouçam isto vocês, todos os povos; escutem, todos os que vivem neste mundo,
2 gente do povo, homens importantes, ricos e pobres igualmente:
3 A minha boca falará com sabedoria; a meditação do meu coração trará entendimento.
4 Inclinarei os meus ouvidos a um provérbio; com a harpa exporei o meu enigma:
5 Por que deverei temer, quando vierem dias maus, quando inimigos traiçoeiros me cercarem,
6 aqueles que confiam em seus bens e se gabam de suas muitas riquezas?
7 Homem algum pode redimir seu irmão ou pagar a Deus o preço de sua vida,
8 pois o resgate de uma vida não tem preço. Não há pagamento que o livre
9 para que viva para sempre e não sofra decomposição.
10 Pois todos podem ver que os sábios morrem, como perecem o tolo e o insensato e para outros deixam os seus bens.
11 Seus túmulos serão sua morada para sempre, sua habitação de geração em geração, ainda que tenham dado seu nome a terras.
12 O homem, mesmo que muito importante, não vive para sempre; é como os animais, que perecem.
13 Este é o destino dos que confiam em si mesmos, e dos seus seguidores, que aprovam o que eles dizem.
14 Como ovelhas, estão destinados à sepultura, e a morte lhes servirá de pastor.
Pela manhã os justos triunfarão sobre eles! A aparência deles se desfará na sepultura, longe das suas gloriosas mansões.
15 Mas Deus redimirá a minha vida da sepultura e me levará para si.
16 Não se aborreça quando alguém se enriquece e aumenta o luxo de sua casa;
17 pois nada levará consigo quando morrer; não descerá com ele o seu esplendor.
18 Embora em vida ele se parabenize: "Todos o elogiam, pois você está prosperando",
19 ele se juntará aos seus antepassados, que nunca mais verão a luz.
20 O homem, mesmo que muito importante, não tem entendimento; é como os animais, que perecem.

Bíblia

Salmo 48

1 Grande é o Senhor, e digno de todo louvor na cidade do nosso Deus.
2 Seu santo monte, belo e majestoso, é a alegria de toda a terra.
Como as alturas do Zafom é o monte Sião, a cidade do grande Rei.
3 Nas suas cidadelas Deus se revela como sua proteção.
4 Vejam! Os reis somaram forças, e juntos avançaram contra ela.
5 Quando a viram, ficaram atônitos, fugiram aterrorizados.
6 Ali mesmo o pavor os dominou; contorceram-se como a mulher no parto.
7 Foste como o vento oriental quando destruiu os navios de Társis.
8 Como já temos ouvido, agora também temos visto na cidade do Senhor dos Exércitos, na cidade de nosso Deus: Deus a preserva firme para sempre.
9 No teu templo, ó Deus, meditamos em teu amor leal.
10 Como o teu nome, ó Deus, o teu louvor alcança os confins da terra; a tua mão direita está cheia de justiça.
11 O monte Sião se alegra, as cidades de Judá exultam por causa das tuas decisões justas.
12 Percorram Sião, contornando-a, contem as suas torres,
13 observem bem as suas muralhas, examinem as suas cidadelas, para que vocês falem à próxima geração
14 que este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será o nosso guia até o fim.

Bíblia

Salmo 71

1 Em ti, Senhor, busquei refúgio; nunca permitas que eu seja humilhado.
2 Resgata-me e livra-me por tua justiça; inclina o teu ouvido para mim e salva-me.
3 Peço-te que sejas a minha rocha de refúgio, para onde eu sempre possa ir; dá ordem para que me libertem, pois és a minha rocha e a minha fortaleza.
4 Livra-me, ó meu Deus, das mãos dos ímpios, das garras dos perversos e cruéis.
5 Pois tu és a minha esperança, ó Soberano Senhor, em ti está a minha confiança desde a juventude.
6 Desde o ventre materno dependo de ti; tu me sustentaste desde as entranhas de minha mãe. Eu sempre te louvarei!
7 Tornei-me um exemplo para muitos, porque tu és o meu refúgio seguro.
8 Do teu louvor transborda a minha boca, que o tempo todo proclama o teu esplendor.
9 Não me rejeites na minha velhice; não me abandones quando se vão as minhas forças.
10 Pois os meus inimigos me caluniam; os que estão à espreita juntam-se e planejam matar-me.
11 "Deus o abandonou", dizem eles; "persigam-no e prendam-no, pois ninguém o livrará."
12 Não fiques longe de mim, ó Deus; ó meu Deus, apressa-te em ajudar-me.
13 Pereçam humilhados os meus acusadores; sejam cobertos de zombaria e vergonha os que querem prejudicar-me.
14 Mas eu sempre terei esperança e te louvarei cada vez mais.
15 A minha boca falará sem cessar da tua justiça e dos teus incontáveis atos de salvação.
16 Falarei dos teus feitos poderosos, ó Soberano Senhor; proclamarei a tua justiça, unicamente a tua justiça.
17 Desde a minha juventude, ó Deus, tens me ensinado, e até hoje eu anuncio as tuas maravilhas.
18 Agora que estou velho, de cabelos brancos, não me abandones, ó Deus, para que eu possa falar da tua força aos nossos filhos, e do teu poder às futuras gerações.
19 Tua justiça chega até as alturas, ó Deus, tu, que tens feito coisas grandiosas.
Quem se compara a ti, ó Deus?
20 Tu, que me fizeste passar muitas e duras tribulações, restaurarás a minha vida,
e das profundezas da terra de novo me farás subir.
21 Tu me farás mais honrado e mais uma vez me consolarás.
22 E eu te louvarei com a lira por tua fidelidade, ó meu Deus; cantarei louvores a ti com a harpa, ó Santo de Israel.
23 Os meus lábios gritarão de alegria quando eu cantar louvores a ti, pois tu me redimiste.
24 Também a minha língua sempre falará dos teus atos de justiça, pois os que queriam prejudicar-me foram humilhados e ficaram frustrados.

Bíblia

Salmo 110

1 O Senhor disse ao meu Senhor: "Senta-te à minha direita até que eu faça dos teus inimigos um estrado para os teus pés".
2 O Senhor estenderá o cetro de teu poder desde Sião, e dominarás sobre os teus inimigos!
3 Quando convocares as tuas tropas, o teu povo se apresentará voluntariamente.
Trajando vestes santas, desde o romper da alvorada os teus jovens virão como o orvalho.
4 O Senhor jurou e não se arrependerá: "Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque".
5 O Senhor está à tua direita; ele esmagará reis no dia da sua ira.
6 Julgará as nações, amontoando os mortos e esmagando governantes em toda a extensão da terra.
7 No caminho beberá de um ribeiro, e então erguerá a cabeça.

Bíblia

Salmo 58

1 Será que vocês, poderosos, falam de fato com justiça? Será que vocês, homens, julgam retamente?
2 Não! No coração vocês tramam a injustiça, e na terra as suas mãos espalham a violência.
3 Os ímpios erram o caminho desde o ventre; desviam-se os mentirosos desde que nascem.
4 Seu veneno é como veneno de serpente; tapam os ouvidos, como a cobra que se faz de surda
5 para não ouvir a música dos encantadores, que fazem encantamentos com tanta habilidade.
6 Quebra os dentes deles, ó Deus; arranca, Senhor, as presas desses leões!
7 Desapareçam como a água que escorre! Quando empunharem o arco,
caiam sem força as suas flechas!
8 Sejam como a lesma que se derrete pelo caminho; como feto abortado, não vejam eles o sol!
9 Os ímpios serão varridos antes que as suas panelas sintam o calor da lenha,
esteja ela verde ou seca.
10 Os justos se alegrarão quando forem vingados, quando banharem seus pés
no sangue dos ímpios.
11 Então os homens comentarão: "De fato os justos têm a sua recompensa; com certeza há um Deus que faz justiça na terra".

Bíblia

Salmo 47

1 Batam palmas, vocês, todos os povos; aclamem a Deus com cantos de alegria.
2 Pois o Senhor Altíssimo é temível, é o grande Rei sobre toda a terra!
3 Ele subjugou as nações ao nosso poder; os povos, colocou debaixo de nossos pés
4 e escolheu para nós a nossa herança, o orgulho de Jacó, a quem amou.
5 Deus subiu em meio a gritos de alegria; o Senhor, em meio ao som de trombetas.
6 Ofereçam música a Deus, cantem louvores! Ofereçam música ao nosso Rei,
cantem louvores!
7 Pois Deus é o rei de toda a terra; cantem louvores com harmonia e arte.
8 Deus reina sobre as nações; Deus está assentado em seu santo trono.
9 Os soberanos das nações se juntam ao povo do Deus de Abraão,
pois os governantes da terra pertencem a Deus; ele é soberanamente exaltado.

Bíblia

Salmo 59

1 Livra-me dos meus inimigos, ó Deus; põe-me fora do alcance dos meus agressores.
2 Livra-me dos que praticam o mal e salva-me dos assassinos.
3 Vê como ficam à minha espreita! Homens cruéis conspiram contra mim, sem que eu tenha cometido qualquer delito ou pecado, ó Senhor.
4 Mesmo eu não tendo culpa de nada, eles se preparam às pressas para atacar-me. Levanta-te para ajudar-me; olha para a situação em que me encontro!
5 Ó Senhor, Deus dos Exércitos, ó Deus de Israel! Desperta para castigar todas as nações; não tenhas misericórdia dos traidores perversos.
6 Eles voltam ao cair da tarde, rosnando como cães e rondando a cidade.
7 Vê que ameaças saem de sua boca; seus lábios são como espadas e dizem: "Quem nos ouvirá?"
8 Mas tu, Senhor, vais rir deles; caçoarás de todas aquelas nações.
9 Ó tu, minha força, por ti vou aguardar; tu, ó Deus, és o meu alto refúgio.
10 O meu Deus fiel virá ao meu encontro e permitirá que eu triunfe sobre os meus inimigos.
11 Mas não os mates, ó Senhor, nosso escudo, se não, o meu povo o esquecerá.
Em teu poder faze-os vaguear, e abate-os.
12 Pelos pecados de sua boca, pelas palavras de seus lábios, sejam apanhados em seu orgulho. Pelas maldições e mentiras que pronunciam,
13 consome-os em tua ira, consome-os até que não mais existam. Então se saberá até os confins da terra que Deus governa Jacó.
14 Eles voltam ao cair da tarde, rosnando como cães e rondando a cidade.
15 À procura de comida perambulam e, se não ficam satisfeitos, uivam.
16 Mas eu cantarei louvores à tua força; de manhã louvarei a tua fidelidade,
pois tu és o meu alto refúgio, abrigo seguro nos tempos difíceis.
17 Ó minha força, canto louvores a ti; tu és, ó Deus, o meu alto refúgio, o Deus que me ama.

Bíblia