Primeira vez das Virgens

Cerca de 127 frases e pensamentos: Primeira vez das Virgens

OS VIRGENS

Sou virgem e meu signo é Leão. Sou casada e sou virgem, tenho filhos e sou virgem. Tão virgem quanto você.

Quando falamos em virgindade, logo pensamos em sexo, e a partir do dia que o experimentamos, o mundo parece perder seu mistério maior. Não somos mais virgens - que grande ilusão de maturidade.

Virgindade é um conceito um tanto mais elástico. Somos virgens antes de voltar sozinhos do colégio pela primeira vez. Somos virgens antes do primeiro gole de vinho. Somos virgens antes de conhecer Nova York. Somos virgens antes do primeiro salário. E podemos já estar transando há anos e permanecermos virgens diante de um novo amor.

Por mais que já tenhamos amado e odiado, por mais que tenhamos sido rejeitados, descartados, seduzidos, conquistados, não há experiência amorosa que se repita, pois são variadas as nossas paixões e diferentes as nossas etapas, e tudo isso nos torna novatos.

As dores, também elas, nos pegam despreparadas. A dor de perder um amigo não é a mesma de perder um carro num assalto, que por sua vez não é a mesma de perder a oportunidade de se declarar para alguém, que por outro lado difere da dor de perder o emprego. Somos sempre surpreendidos pelo que ainda não foi vivido.

Mesmo no sexo, somos virgens diante de um novo cheiro, de um novo beijo, de um fetiche ainda não realizado. Se ainda não usamos uma lingerie vermelha, se ainda não fizemos amor dentro do mar, se ainda cultivamos alguns tabus, que espécie de sabe-tudo somos nós?

Eu ainda sou virgem da neve, que já vi estática em cima das montanhas, mas nunca vi cair. Sou virgem do Canadá, da Turquia, da Polinésia. Sou virgem de helicóptero, Jack Daniels, revólver, análise, transa em elevador, LSD, Harley Davidson, cirurgia, rafting, show do Neil Yong, siso e passeata. A virgindade existencial nos acompanha até o fim dos nossos dias, especialmente no último, pois somos todos castos frente à morte, nossa derradeira experiência inédita. Enquanto ela não chega, é bom aproveitar cada minuto dessa nossa inocência frente ao desconhecido, pois é uma aventura tão excitante quanto o sexo e não tem idade pra acontecer.

Martha Medeiros

Nem todas as histórias precisam ter virgens pálidas chorando às margens de um mar de espumas. Nem tudo precisa ser romance tuberculoso. Alegria, alegria.
(...) A felicidade, assim como a bebedeira, vai e vem. A felicidade, assim como o sexo, entra e sai. A felicidade, assim como ele, era impossível. Mas não é pra tentar ser feliz que a gente vive?

Tati Bernardi

As Três Irmãs do Poeta

É Noite! as sombras correm nebulosas.
Vão três pálidas virgens silenciosas
Através da procela irrequieta.
Vão três pálidas virgens... vão sombrias
Rindo colar num beijo as bocas frias...

Na fronte cismadora do Poeta:
"Saúde, irmão! Eu sou a Indiferença.
Sou eu quem te sepulta a idéia imensa,
Quem no teu nome a escuridão projeta...
Fui eu que te vesti do meu sudário...
Que vais fazer tão triste e solitário?..."

- "Eu lutarei!" - responde-lhe o Poeta.
"Saúde, meu irmão! Eu sou a Fome.
Sou eu quem o teu negro pão consome...
O teu mísero pão, mísero atleta!
Hoje, amanhã, depois... depois (qu'importa?)
Virei sempre sentar-me à tua porta..."

-"Eu sofrerei"-responde-lhe o Poeta.
"Saúde, meu irmão! Eu sou a Morte.
Suspende em meio o hino augusto e forte.
Marquei-te a fronte, mísero profeta!
Volve ao nada! Não sentes neste enleio
Teu cântico gelar-se no meu seio?!"
-"Eu cantarei no céu" - diz-lhe o Poeta!

Castro Alves

Convertei-vos e crede no evangelho

Após o amado Jesus Cristo
Morrer de uma forma tão triste
Sendo torturado e crucificado
Ao terceiro dia foi ressuscitado

O Pai cumpriu o que tinha falado
O Soberano não é humano
para que minta, somente diz a verdade
Glorificado seja o seu nome

O Rei dos reis é maravilhoso e santo
Chegou a usar uma coroa de espinhos
Por nós derramou o próprio sangue
Fez todo sacrifício possível

Como zombaram do Redentor
Jamais teve algum pecado
Demonstrou muito amor
Mesmo assim o criticaram

Venceu o maligno satanás
Em inúmeros lugares
Este é o príncipe da paz
Forte e sábio demais

Neste amigo podemos confiar
O Senhor é o nosso refúgio
Deu a vida com intenção de nos salvar
Por isso o mundo, temos que renunciar

Convertei-vos e crede no evangelho
Não se envergonhem do Nazareno
É o único caminho que nos leva ao céu
Viva e pregue os seus ensinamentos.

Sidney Alves das Virgens

Leo Magalhães canta com emoção
Ele anima as multidões
Admiro-o de coração
São belas suas canções

Leo demonstra Deus em suas ações
Tem um precioso vozeirão
Esse cantor é do povão
Parabéns pelo sucesso campeão

As músicas dele me trás inspiração
Aprecie amigos esta minha composição
Esse sim tem talento Ricardo Assunção
Leo é artista, é gente, e irmão.
Mando para ti Suzana e Bem Hur um abração.

Sidney Alves das Virgens

Neste instante eu não tinha nada para fazer
Veio a ideia de compor, de escrever
Estou triste e você?
Não importa o por que
Quero lutar pelos meus sonhos e vencer
Vou persistir até eu morrer
Nem tudo que estou sentindo consigo descrever
Somente Deus tem toda a glória e poder
A minha alma pede para deixar de sofrer
O que sinto nem eu consigo compreender
Peço sabedoria ao Senhor para algumas coisas eu entender
Creio que algum dia tu irás me surpreender
Aos teus planos desejo entender
Sou poeta, mas tenho muito que crescer
Sou uma gota de água no oceano
Tu és ó Pai grandioso e soberano

Sidney Alves das Virgens

Deus tem um plano em nossa vida

Eu estava a beira do abismo, sem forças para uma saída
Mas lembrei-me do propósito de Deus em minha vida

Encontrava-me cabisbaixo, desfalecido
Fui alvo de zombaria, todos que se aproximavam riam

Aqueles que diziam: tu és meu amigo... Traíram-me
Mesmo assim não desisti, continuei lutando
Na realidade eu enfrentava grandes problemas
Mas o meu Deus era maior do que eles

Naquele momento pensava:
Não tenho possibilidades para dar a volta por cima
Perguntava-me: Quando sairei desta rotina?

Seguindo o meu destino não aguentava tanto sofrimento
Apesar de tudo, eu persisti com fé e otimismo
Portanto livrei-me do precipício

Olhando para os céus agradeci de todo coração
Este Deus que sirvo, não é apenas o Deus do possível
Mas também do impossível

Ouça o que tenho a lhe dizer neste instante:
O Altíssimo quer fazer em ti uma obra perfeita
No entanto Ele te prova como o ouro no fogo
Porém quem confia no Senhor é como os montes de Sião
Vêm chuvas e temporais e não se abala
Permanece firme para sempre

Se alguém não segue a Jesus Cristo está perdido
Somente haverá salvação se até ao fim segui-lo
Seu caminho é estreito, cheio de espinhos

Essa mensagem não é para você ficar triste
Abatido ou abatida
E sim para dizer que Deus tem um plano em sua vida.

Sidney Alves das Virgens

Hoje levantei com disposição

Hoje levantei com disposição
Amanheci muito inspirado
Fiz esta bela composição
Estou me sentindo amado

Hoje levantei com disposição
Auto estima elevada
Espantei de vez a solidão
Aprecie essas maravilhosas palavras

Hoje levantei com disposição
Li várias mensagens lindas
Ouvi uma ótima canção
Que curou minhas feridas

Hoje acordei com disposição
Demonstro alegria no rosto
Tenho paz interior no coração
Está bom demais, do meu gosto.

Sidney Alves das Virgens

Vou te dar uma flor para eu demonstrar para ti o meu amor
Jamais ria da minha atitude, paixão
Se chegar a rir machucará o meu coração
Através da poesia faço aqui esta declaração
O romantismo está em extinção
Rejeitam uma rosa ou uma linda canção
Sou um poeta que vive na solidão
Quem sabe alguma garota tenha compaixão
E me conforte com alguma palavra de motivação
Neste instante tenho inspiração
Mas já a companheira não
Desejo que essas palavras causem emoção
E que formem a nossa união

Sidney Alves das Virgens

Há mulheres que odeiam receber flores.
Ouça o que digo garotas lindas, meus amores
As maravilhas passam despercebidas
Há pessoas que nunca receberam presente na vida
Uma rosa é como uma palavra amiga
É recordação preciosíssima
Valorize também minhas rimas
Não rejeite esta poesia, obra prima

Sidney Alves das Virgens

Duas carretas bi-trens carregadas
Com grandes pedras de granito
Passaram na ponte de Almenara
E causaram nela rachaduras de risco
Tiveram que reforma-la por isso
Ela fica sobre o rio Jequitinhonha
Começaram as inúmeras mudanças
Aconteceram coisas estranhas
O povo teve que atravessar o rio de barco
Mas as pessoas achavam que estava demorando
Então algumas tentaram ir nadando para o outro lado
Aí alguém morreu afogado
Depois providenciaram uma passarela
Arrumaram também balsas
E transportaram veículos em cima delas
Mas aos pesos dos caminhões não suportavam
Acabaram afundando na água
A cidade ficou com pouco movimento
O comércio começou a enfraquecer
Passaram aqui várias emissoras de tv
Acompanhei tudo pela internet lá da minha terra
Divisópolis interior de MG
Sou o poeta Sidney Alves,
Através da poesia a gente se expressa
Confesso que é muito bom as redes sociais

Sidney Alves das Virgens

O rancor causa doença ao coração
Libere logo o perdão
E fique livre da maldição
Se liberte desta prisão
E aproxime do teu irmão

Sidney Alves das Virgens

Sei que você não gosta de poesia
Ela me traz prazer e alegria
Envolvo noite e dia
Me perdoe, mas isso não é idolatria
pois Deus está nas minhas rimas
Esse dom que tenho é uma maravilha
Portando me deixe ser feliz
Estou vivendo a minha vida
Não importo com que outro diz
Talvez essa mensagem passe despercebida
Sou o poeta das Minas,
Meu coração é das amigas

Sidney Alves das Virgens

Não gosto de indireta
Há muita gente neste mundo que não presta
Quando alguém está triste, o inimigo faz festa
Inúmeras pessoas me detestam
Me odeiam pelo fato de eu ser poeta
E declaram guerra
Ninguém consegue viver feliz nesta terra

Sidney Alves das Virgens

A inspiração sai do coração
Gosto muito de compor meu irmão
Neste instante estou na solidão
Preciso na verdade é de atenção
Se magoei alguém peço perdão
A dor que sinto é forte meu amigo
Tenha compaixão de mim Jesus Cristo

Sidney Alves das Virgens

Transformo minha tristeza em poesia
Em mim já não existe mais alegria
Esta vida passa despercebida
Sou poeta, e conheço algumas poetizas
Mas acho que não tenho amigas
Gosto muito de rimas
A dor também me inspira
Eis aqui uma alma oprimida
Algum dia estarei de cabeça erguida

Sidney Alves das Virgens

Sonho, uma palavra muito profunda
Só vence na vida quem luta
Nunca desista de sonhar
Você não pode parar
Não deixe alguém te desencorajar
Nunca pare de amar
Nem de compor, Nem de declamar
Gosto muito de rimar

Sidney Alves das Virgens

Na solidão vem a inspiração
Algo aperta o coração.
Carência de atenção
Esperando alguém ter compaixão
Identifico com uma canção
Está aqui minha expressão
Quanta rejeição
Muita ilusão
Nem lembram de mim
me sinto esquecido
ninguém quer ser minha amiga
Ou meu amigo
as vezes acho que nem existo
passo despercebido
Sinto algo esquisito
Eis aqui um desconhecido

Sidney Alves das Virgens

Cumprindo a palavra

Talvez eu seja o menor que esteja aqui
O Altíssimo resolveu me ungir
Ele está me usando neste momento
para a sua palavra se cumprir

Sou um pequeno confundindo os grandes
Impactei o mundo com a minha história
passei por inúmeras provas
Todos estão de pé vendo essa vitória

Ao Soberano seja toda a honra e glória
Faço parte dos sonhos Dele
Conhece-me desde outrora
Antes do ventre materno
Em Cristo sou criatura nova

Não se deixe levar pela multidão
Sirva ao Senhor de coração
Desvies do pecado e ame o teu irmão

Sidney Alves das Virgens

É o sonho de qualquer escritor
Lançar seu livro maravilhoso
Ainda mais quando se fala de amor
Imagino amigo, o quanto estás orgulhoso.

Desta vez não é de poesia poeta
E sim de contos professor
Admiro muito quando interpretas
Tu és artista de grande valor

Nunca deixe de fazer o que gosta
O dinheiro não é a coisa melhor do mundo
O prazer está em tuas obras
Um texto mesmo sem rimas é profundo

Adquirimos no estudo conhecimento
O que encanta no fundo o povo valoriza
Como é bom o reconhecimento
Hoje a tua vida não passa despercebida

Parabéns Jota Neres pelo belo trabalho
És uma pessoa simpática e maravilhosa
Receba do público neste instante os aplausos
A tua alma é bastante talentosa

Sidney Alves das Virgens