Perda de um Ente Querido

Cerca de 45 frases e pensamentos: Perda de um Ente Querido

No meu país!!!

Querido amigo extraterrestre, sinto saudades e vim lhe contar como esta sendo viver neste novo lugar:
No meu país, a tia da escola ensinou a termos disciplina... Mas logo depois foi assassinada por um aluno!
No meu país, ser negro é doença!
No meu país, quem guarda nosso dinheiro, não é confiável!
No meu país, nós temos que pagar pelos serviços públicos!
No meu país, dependemos dos favores de homens que vestem branco, e que ora trazem ora levam vidas!
No meu país, quem faz a lei não é diferente de quem faz o crime!
No meu país, todos são honestos até verem o dinheiro!
No meu país, a fé é vista como motivo de chacota!
No meu país, existem muitos críticos e poucos incentivadores!
No meu país, priorizamos a curta felicidade e desperdiçamos a eterna!
No meu país, amamos os produtos e usamos as pessoas!
Acho que extraterrestre somos nós, não é possível que somos chamados de seres humanos...

Daniella Flores
Inserida por daniflores

Vitor, o neto querido do vovô Collyer veio a Fortaleza passou poucos dias, só deixou saudade. Quando estiver de férias das aulas no próximo ano venha novamente. A praia está bem ali esperando por vocês. Tem água de coco, o peixe que você quiser, e o mar naquela areiinha gostosa, e o sol lindo! Aquela beleza! Sim, já ia esquecendo da piscina lá, É linda, né! Vou ficar esperando o resto do ano até chegar novamente suas férias, Será que a mamãe quer vir novamente? Já sei que ela gostou bastante também. E o papai? Bem, O papai não precisa ser convidado, Ele está convidado o tempo que quiser, mas só vem se você e mamãe vierem também, hein!, Fico esperando por vocês!...Até o ano que vem.......Beijos da vovó e do vovô.

Gerardo M Collyer Lopes
Inserida por Collyer2012

Querido amor meu
Tu bem sabes que te amo
Isso é fato consumado
Eu te amo e sei que tu me amas

Nem te imagino em outros braços
Beijando outra boca,
Sentindo o calor de outra
Amando outra ao invés de tua alma gêmea

Oh querido e ingrato amor
Te amarei eternamente
Ate que o sol poente pare de se por

manahrocha
Inserida por manahrocha

Como é difícil ficar sem você querido.
O toque nos meus cabelos,
O contato com a minha pele,
O cheirinho na minha nuca
O sorriso mais travesso,
O beijinho mais doce.
A nossa vida é mesmo um arquivo de saudade, porque eu sempre me pego pensando em você.

Luh Duarte
Inserida por luhduarte

Ainda Os Escorpiões … O brinde que ergueste , ó querido irmão ! anda a tilintar , nas taças do mar , qual gaivota a esbarrar no mastro do barco que na baía paralisou para admirar o teu braço a levantar ! esse mar , a juntar , tantas Terras dos céus onde nossas vidas andam a navegar .. navegar … flutuar ? um brinde às nossas cores amadas “ao vinho e à cachaça” de todas as estradas que(nos)conduzem ao coração do Homem em ascenção aos desígnios insondáveis de tudo o que (já) não vemos mais mas sabemos , enquanto vida temos são como a mais bela canção impossíveis de agarrar , hinos nos ouvidos a falar todas as almas ao tempo por onde o vento não se cansa de assobiar todas as Construções , todas as Noites Que (nos) Eram e Levaram … Todos as Mensagens , poemas Número Vinte dançando nos lençóis que um dia foram testemunhas do escrever na carne os sonhos do corpo que arde Ó irmão ! “Se esta rua , se esta rua fosse minha eu mandava , eu mandava ladrilhar … com pedrinhas de brilhante” o chão ! dos poetas que se riem dos poetas que só sabem chorar ! todos os poetas que em TI te fizeram o verbo sonhar ! o lirismo derramado sobre a mesa ou o sangue escorrendo como vinho no dedilhar da guitarra que eu te daria , do violão em que tu , às costas , me transportarias , cerejeira nas nossas mãos encarnadas qual o desenho acima do real da menina que Génesis enunciou nas somas das lindas vareiras nas noitadas à varanda deliciadas com nosso eternizar todas as madrugadas ou onde renasce o Cais Do sodré , à nascente do Rio ! ou mais a Norte do que ao Sul , onde o Horizonte é mais Belo e o Porto é mais seguro ! nas vielas que faladas na una Língua são becos irmão que és as cinco Quinas das Vinte e sete estrelas , Serenata Ao Luar De Coimbra , Coisas Nossas pra encaixilhar no Beco Das Garrafas nas avenidas , num qualquer viajar “Um brinde ao dia 18, ao dia 20″ Novembro desta “Manhã De Carnaval” Novembro deste “Povo Que Cantas No Rio” Pés na terra a caminhar na epístola de São Paulo Braços no ar a casar com as noivas de Santo António “Os copos embriagados de vinho, vozes em cantoria, resto de noite.” qual lanterna a alumiar os olhos do fado a lacrimejar … do samba dançado no ar … “um brinde! ao novembro dos escorpiões vagamundos.” enquanto … nas mochilas a guardar para dar “A Vaca De Fogo” e “Pra Não Dizer Que Não Falei De Flores” os abraços e os beijos , a vibrar … a vibrar !


[Távola De Estrelas] FELIZ ANIVERSÁRIO...MEU ESCORPIÃO !!!!

Luiz Sommerville Junior
Inserida por luizsommervillejr