Menina de 15 anos

Cerca de 4329 frases e pensamentos: Menina de 15 anos

Sobre a morte...basta dizer que, em alguns ponto do tempo, eu me erguerei sobre você com toda a cordialidade possível.Sua alma estará em meus braços.Haverá uma cor pousada em emu ombro. E levarei,você embora gentilmente...

A Menina que Roubava Livros

UMA DEFINIÇÃO NÃO ENCONTRADA NO DICIONÁRIO - Não ir embora: ato de confiança e amor, comumente decifrado pelas crianças.

A Menina que Roubava Livros

Uma ideia bonita:
Uma, roubava livros.
O outro, roubava o céu

A Menina que Roubava Livros

"O que uma pessoa diz e o que acontece costumam ser duas coisas diferentes.

A Menina que Roubava Livros

"Ele lhe dera as mais belas páginas de sua vida."

A Menina que Roubava Livros

Mas, afinal, será que é covardia reconhecer o medo?

A Menina que Roubava Livros

Pois hoje emergi calçando salto 15, ombros muito para trás, porte ereto e saia justíssima. Nariz arrebitado. Pisando duro. Pensam que vão acabar comigo? Nunca!

Caio Fernando Abreu

‎"Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito."

Apocalipse 3:15-16

Chegarei de surpresa dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG...

Mengálvio

A única coisa pior do que um menino que detesta a gente.
Um menino que ama a gente.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

O ser humano não tem um coração como o meu. O coração humano é uma linha, ao passo que o meu é um círculo, e tenho a capacidade interminável de estar no lugar certo na hora certa. A conseqüencia disso é que estou sempre achando seres humanos no que eles têm de melhor e de pior. Vejo sua feirúra e sua beleza, e me pergunto como uma mesma coisa pode ser as duas. Mas eles tem uma coisa que eu invejo. Que mais não seja, os humanos têm o bom senso de morrer.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Meu vicío de hoje, pode ser o passo pro meu abísmo de amanhã.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Em algum lugar, em toda aquela neve, ela via seu coração partido em dois pedaços.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Odiei as palavras e as amei, e espero tê-las usado direito.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Por algum motivo, os homens agonizantes sempre fazem perguntas cujas respostas já sabem. Talvez seja para poderem morrer tendo razão.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

Como a maioria dos sofrimentos, esse começou com uma aparente felicidade.

Markus Suzak - A menina que roubava livros

-Que tal um beijo, Saumensch?
Ficou parado mais alguns instantes, com água pela cintura, antes de sair do rio e lhe entregar o livro. Tinha as calças grudadas no corpo e não parou de andar. Na verdade, acho que ele sentiu medo. Rudy Steiner ficou com medo do beijo da menina que roubava livros. Devia ter ansiado muito por ele. Devia amá-la com uma intensidade incrível. Tanto que nunca mais tornaria a lhe pedir seus lábios, e iria para sua sepultura sem eles.

Markus Suzak - A menina que roubava livros