Com os livros podemos viver diversas vidas, aventuras, dramas e… amores!

Separamos os mais belos casais literários que provam como o amor pode brotar a partir das mais diferentes histórias! Qual a sua?

1. Amor que nasce na friendzone

Hermione e Rony

Hermione e Rony, Harry Potter – J.K Rowling

Os fãs de Harry Potter acompanham as aventuras de Hermione Granger e Rony Weasley desde o primeiro volume da série e, a princípio, não conseguem identificar o forte amor que começa a crescer entre os bruxinhos!

Porém, a cada história, o sentimento de Ron e Hermione se torna mais evidente e fica difícil esconder o amor que nasceu a partir dessa friendzone.

Quebrar as barreiras da friendzone pode ser um grande desafio, mas caso você esteja apaixonado por seu melhor amigo, existe um conselho que é sempre útil: seja sincero com as pessoas que são importantes em sua vida!

2. Almas Gêmeas

Blimunda “Sete-Luas” e Baltazar “Sete-Sóis”, Memorial do Convento - José Saramago

Assim como a lua completa o sol, Blimunda nasceu para estar ao lado de Baltazar!

Nesta obra de José Saramago somos apresentados a este “casal peculiar”, formado por um ex-combatente de guerra maneta e uma mulher do povo que tem o dom de “ver as vontades” das pessoas… Ao longo da história percebemos que Baltazar e Blimunda são totalmente opostos um do outro, mas que isso faz com que sejam um casal perfeito, pois ajudam a se complementar! 

Afinal de contas, as  almas gêmeas são assim: ajudam a completar o nosso “quebra-cabeça” com as peças que não temos!

3. Amor improvável

Elizabeth e Mr. Darcy, Orgulho e Preconceito – Jane Austen

Dizem que a primeira impressão é a que fica, mas até que ponto devemos levá-la em consideração? A tendência natural de julgar as pessoas pelo seu comportamento fez com que Elizabeth Bennet não simpatizasse com Mr. Darcy, um homem orgulhoso e reservado, de uma classe social considerada superior.

Esta história mostra um contexto onde a existência do amor é bastante improvável, mas não impossível! Depois de vários encontros atribulados e do desprezo inicial, a história de amor de Elizabeth e Mr. Darcy é uma das mais românticas da literatura.

orgulho e preconceito elizabeth mr. darcy amor

4. Amor Platônico

Quentin Jacobsen e Margo Spiegelman, Cidades de Papel – John Green

Quentin sempre foi apaixonado por Margo, a garota mais popular do colégio, mas esse não era um sentimento mútuo, como podemos acompanhar ao longo da história criada por John Green, autor de A Culpa é das Estrelas.

Lidar com amores platônicos é um grande problema e pode, dependendo da situação, trazer sérias complicações para a vida.

O amor platônico é baseado numa “projeção ilusória” que fazemos da pessoa amada, como se fosse um indivíduo perfeito e divinal! Essa foi uma dura e importante lição que Quentin teve que aprender depois de muito sofrimento…

cidades de papel casais de livros

5. Amor e Ódio

Nick e Amy, Garota Exemplar – Gillian Flynn

Não existe casal que melhor define o  título de “amor entre tapas e beijos” do que Nick e Amy!

Depois de planejar uma vingança “diabólica” contra o marido, o amor de Amy por Nick volta a se acender e ela decide regressar para os braços do marido. Porém, depois de sofrer pelas mentiras da mulher, Nick deseja revelar ao mundo os "planos maléficos" feitos por sua querida esposa!

Mas, nada como um "terceiro elemento" para trazer o equilíbrio que o casal precisava, pelo menos por enquanto…

A história de Nick e Amy mostra como o amor pode ser uma montanha-russa de sentimentos. Ah, também prova que o ódio e amor são vizinhos próximos! 

garota exemplar casais de livros amor oódio

6. Amor que quebra preconceitos

Clementine e Emma, Azul é a Cor Mais Quente – Julie Maroh

O romance gráfico de Julie Maroh nos apresenta uma linda história de amor, descobertas e aceitações.

Clementine e Emma nos mostram que o poder deste sentimento é tão poderoso que pode nos tornar seres eternos!

O amor se inflama, morre, se quebra, se reanima .... mas reanima. O amor talvez não seja eterno, mas a nós ele torna eternos ... Para além da nossa morte, o amor que nós despertamos continua a seguir o seu caminho.

7. Amor que nasce na tristeza

Hazel Grace e Augustus Waters, A Culpa é Das Estrelas - John Green

É normal uma situação triste ou uma tragédia aproximarem as pessoas. Foi o que aconteceu com Hazel e Augustus em A Culpa é Das Estrelas, de John Green. 

Ambos doentes de câncer, se conhecem num grupo de apoio e se apaixonam, partilhando momentos intensos de doença, amor, amizade e partilha no curto infinito que a vida lhes reservou.

Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados.

a culpa é das estrelas john green frases amor

Veja também: As melhores frases de Amor de A Culpa é Das Estrelas