"Uma metáfora para investigar o problema da dor" - este é o tema central de A Cabana, livro de autoria do escritor canadense William P. Young e um sucesso de vendas em todo o mundo.

Ao mesmo tempo que é aclamado por milhões, este romance que respira e inspira ensinamentos religiosos, também é motivo de muita polêmica. Afinal de contas, por que Deus permite o sofrimento, já que é tão poderoso?

Saiba quais são as 3 principais mensagens que A Cabana transmite e que farão com que você reflita profundamente sobre o modo como encara a vida e a sua fé.

Estamos sempre "esbarrando" em Deus

A Cabana 1

Deus é o criador do Universo e de todas as coisas que nele habita, certo? Acho que (quase) todas as doutrinas religiosas concordam com este princípio. Logo, não é muito difícil imaginar que Ele esteja presente em TUDO aquilo que criou, e não "sentado" num grande trono no céu.

Em A Cabana somos expostos a esta ideia: Deus como a essência presente em todas as coisas maravilhosas que existem no nosso dia-a-dia. Deus está na brisa que nos refresca, nas belas flores que despertam na primavera, no sorriso, nas lágrimas e, principalmente, no AMOR. 

Se você quer estar na presença de Deus, então cultive o AMOR pelo próximo. Elimine os preconceitos, os julgamentos e o ódio do seu coração, pois caso contrário, por mais que reze, NUNCA estará na plena presença do Espírito Santo de Deus.

Sofrer faz parte da vida

Como dito, A Cabana deve ser interpretada como uma metáfora sobre a fé, o amor, o perdão e o sofrimento... Sim, o sofrimento. Ao se deparar com um momento de extrema dor, quem nunca se questionou: "Deus, por que não me ajuda a amenizar este sofrimento, já que És tão poderoso?"

Bem, podemos dizer que A Cabana é um consolo para aqueles que sofrem, pois nos faz ver de modo claro que Deus não nos promete grandes vitórias nesta vida, mas sim que estará sempre ao nosso lado. Sempre!

Quando tudo o que conseguimos ver é só a nossa dor, talvez seja aí que perdemos a visão de Deus.

Não devemos culpar Deus pelos nossos sofrimentos. Sofrer faz parte da vida, assim como a dor, a decepção e várias outras coisas que somos obrigados a encarar desde o primeiro segundo que entramos "neste mundo". 

A cabana - sofrimento

Uma fé que não discrimina ou julga

Muitos dos debates sobre a mensagem que o autor transmite em A Cabana gira em torno da interpretação do que seria a "verdadeira fé". 

Não importa se você é cristão, espírita, umbandista ou budista, você tem uma fé que coloca o amor e a bondade como as bases para uma vida feliz e completa, certo?

Em A Cabana podemos ver uma fé que é livre de determinados dogmas ou convenções que são estabelecidos por algumas doutrinas que julgam e / ou discriminam as outras. A fé é muito mais ampla do que aquilo que a nossa religião afirma.

Calma, são significa que as suas crenças estão equivocadas, mas devemos aprender a respeitar e entender que o importante na fé é acreditar no AMOR e na BONDADE de Deus através das pessoas e fazer o máximo possível para disseminar esta mensagem.

A cabana

Este sucesso da literatura contemporânea foi adaptado para os cinemas, com direção de Stuart Hazeldine, e com atuações de Sam Worthington (Mack Phillips); Octavia Spencer (Elouisa / Deus); Radha Mitchell (Nan Phillips); entre outros.

Confira o trailer: