Sylvia Plath: Como é frágil o coração humano —...

Como é frágil o coração humano —
espelhado poço de pensamentos.
Tão profundo e trêmulo instrumento
de vidro, que canta
ou chora.... Frase de Sylvia Plath.

Como é frágil o coração humano —
espelhado poço de pensamentos.
Tão profundo e trêmulo instrumento
de vidro, que canta
ou chora.

Sylvia Plath , Letters Home. London: Faber & Faber, 2011.

Nota: Trecho do poema "I thought that I could not be hurt".

Inserida por geosoares