Silvia Schmidt: O Milagre de um novo dia Hoje eu me...

O Milagre de um novo dia

Hoje eu me levantei cedo pensando no que tenho
para fazer antes que o relógio marque meia noite.
Eu tenho responsabilidades para cumprir hoje.
Eu sou importante.
É minha função escolher que tipo de dia terei hoje.

Hoje eu posso reclamar porque está chovendo
ou posso agradecer às águas
por lavarem energias pesadas.

Hoje eu posso ficar triste por não ter muito dinheiro
ou posso me sentir encorajado para administrar
minhas finanças sabiamente,
mantendo-me longe de desperdícios.

Hoje eu posso reclamar sobre minha saúde
ou posso dar graças a Deus por estar vivo.

Hoje eu posso me queixar dos meus pais
por não terem me dado tudo que eu queria
quando estava crescendo,ou posso ser
grato a eles por terem permitido que eu nascesse.

Hoje eu posso lamentar decepções com amigos
ou posso observar oportunidades
de ter novas amizades.

Hoje eu posso reclamar por ter que trabalhar
ou posso vibrar de alegria por ter um trabalho
que me põe ativo.

Hoje eu posso choramingar por ter que ir à escola
ou abrir minha mente com entusiasmo
para novos conhecimentos.

Hoje eu posso sentir tédio com trabalho doméstico
ou posso agradecer a Deus por ter dado-me a bênção
de um teto que abriga meus pertences,
meu corpo e minha alma.

Hoje eu posso olhar para o dia de ontem
e lamentar as coisas que não saíram como
eu planejei ou posso alegrar-me
por ter o dia de hoje para recomeçar.

O dia de hoje está à minha frente esperando
para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar-lhe forma.

Depende de mim como será o dia de hoje
diante de tudo que encontrarei.

A escolha está em minhas mãos:
Hoje eu posso enxergar minha vida vazia
ou posso alegremente receber
o Milagre de Um Novo Dia!

Nota: Autoria não confirmada. Texto associado muitas vezes a uma versão livre de Silvia Schmidt, partindo do original de Kirk McJay, não sendo, no entanto, possível confirmar.

Inserida por furmigagalera