Joseph E. de Sousa): Vidas Entrelaçadas A chuvinha fina da...

Vidas Entrelaçadas

A chuvinha fina da esperança
prometia um inverno que nunca chegou.
Plantamos a dourada semente de vida
mas a safra e a colheita não vieram.

Portanto, é melhor dizermos adeus
aqui nesta encruzilhada,
fazer prestação de contas
se é que ficou algum saldo.

Siga seu caminho, seguirei o meu.
Escrevemos nosso livro de lembranças,
podemos fechar o romance
mesmo sem um último capítulo.

Nossa imaginação tinha navegado
através de lagos e oceanos -
agora estamos na beira de um riacho
que parou de correr, falta de ninguém.

Foi tudo tão maravilhoso
quando os sonhos voavam livres.
Felizmente o céu continua azul,
nossas asas ainda pedem mais vento.

Assim, partimos sem rancores,
sem feridas nem cicatrizes.
Levamos corações mais afinados
para dançar outras valsas.

Pelas imutáveis regras do universo,
você continuará a ser parte de mim,
e eu parte de você para sempre
no ciclo de vidas entrelaçadas.

Inserida por pryscilla