Marylife: PERDÃO Implorei, mas tu permaneceste...

PERDÃO


Implorei, mas tu permaneceste tácito
Gritei ti chamei você não quis me ouvir
Humilhei-me e me arrastei simplesmente virou-me a costa
Achou que não era digna do seu perdão e que merecia apenas
seu desprezo sua raiva que te consumia aos poucos.

Na ânsia de ter o seu perdão eu quis quebrar tudo,
Mas eu não chorei
Se eu derramasse uma lagrima essa seria capaz,
de cortar a minha face já ardente pela dor.

Meu pensamento me deixando enlouquecida, por me fazer
lembrar cada palavras árduas que as proferi á você.
No silencio do meu quarto me ajoelho e sempre peço
a Deus para ter o seu perdão.

Pra você me perdoar parece algo impossível, de se realizar
Deixou o ódio te consumir por inteiro como se fosse a sua veste
Somente um coração amargurado não se consegue perdoar
Uma menti doente que não quer raciocinar e perceber,
Que não perdoar ao próximo falhou com sua doçura
aos olhos de Deus.

marylife

Inserida por marylife