Arturo Angelin: ALMA DE POETA Quando forço para que as...

ALMA DE POETA
Quando forço para que as palavras saiam, elas travam, elas tem que sair por si só, quando forço, nem mesmo as que ja estavam preparadas costumam me deixar. O poeta para viver bem a vida de poeta precisar sofrer, um poeta que ama e esse amor é correspondido, nao consegue escrever para se satisfazer, proque essas palavars servem basicamente para isso, completar-se diante da mulher desejada, quando um poeta ama e esse amor nao é correspondido, ai sim ele se deleita em tantas palavras e rimas como se seu mundo fosse apenas aquilo, quisera eu amar ser amado e ainda conseguir escrever como um poeta de verdade, preciso sofrer, todos os poetas precisam.

Inserida por arturoangelin