Henriquenator: A minha linda tinha um mal que a...

A minha linda tinha um mal que a consumia por dentro.
Estava a consumi-la, a devorá-la, a definhá-la.
Eu o sabia. Desde que ela se refugiou dentro de si.
A medicina não sabia bem o que era e aconselhou-nos a visitar algo menos, digamos, recorrente.
E receia.
Como tudo o que cheira a desconhecido.

Amargo, muito amargo. O fim de uma planta
…sem destino definido ouvi uma voz me chamando…

Inserida por henriquenator