Denise Severgnini: MORENDO DO PRAZER DO AMOR Inexplicável...

MORENDO DO PRAZER DO AMOR

Inexplicável sentir de mãos que percorrem um corpo lentamente
Desvendando caminhos que ele próprio desconhece
Como mapa de tesouro, vai seguindo, percorrendo as trilhas
que levam à saciedade suprema
Como a luz que dirige o náufrago à vida,
suaves mãos conduzem o corpo ao imenso prazer do sentir amor
Derramam bênçãos de sentimentos mágicos sobre lençóis de céu
Duas vidas, num instante fazem-se una – conjunção carnal-,
de onde a alma não fica oculta
Manifesta-se na felicidade sentida...Dá para morrer nesta hora
E morrendo do prazer, render-se a tudo o que te liga ao ser amado
Quero morrer, morrer de amor, morrer de prazer e
ressuscitar cada dia mais, a fim de viver muito, muito mais amor!!!

Inserida por denisesevergnini