Nicolas Henrique: O soar do sino da divisão começou,...

O soar do sino da divisão começou, fiéis ao reacionarismo burguês começam a tremer as pernas, o suor frio desce a testa, a barriga gela e o coração dispara: Todo o inferno não pode nos parar agora. E aquele velho símbolo de vitória, enterrado e deixado para apodrecer junto aos vermes da nova história, abandonado pelos que diziam ser fieis, começo uma vez mais a se levantar. O amanhecer de um velho sonho embaixo um novo céu azul: O silêncio que adverte. A resistência se mantém firme ao lado da revolução, destrua a indústria Escravos ltda., proclame o direito de questionar, quebre as diretrizes do sistema e seus tabus, mande a sociedade para inferno, livre-se de todas as leis e regras que nos aprisionam. Deixe a falta de voz ser ouvida.

Inserida por Nicolashenrique