Artur da Távola: Enfeite-se com margaridas e ternuras E...

Enfeite-se com margaridas e ternuras
E escove a alma com flores
Com leves fricções de esperança
De alma escovada e coração acelerado
Saia do quintal de si mesmo
E descubra o próprio jardim...

Nota: Trecho de um texto do autor.

Inserida por luizcondetorres