Tamara Guglielmi: MUNDO DE LÁ Ouvi das estrelas que tu...

MUNDO DE LÁ


Ouvi das estrelas que tu não sonhas.
Ouvi canções duvidando das tuas emoções.
Ouvi querubim dizer que tu não te apaixonas.

Ouvi o mar silenciar todos os sentimentos
que pulsam na tua alma. Ouvi a multidão gritar
que o poeta não ama seres deste planeta.

De tanto ouvir, compreendi por que tu tentas fugir
deste mundo.Simplesmente é por que só no mundo de lá
que tu consegues te encontrar.

Por que só no mundo de lá tu consegues amar
e se encantar pela brisa fria da manhã.
Por que só no mundo de lá que tu consegues esquecer
que o mundo de cá nega os teus sentimentos.
Só e tão somente no mundo de lá, que encontras a tua musa dançante.

Mas eu dúvido das estrelas, das canções, da multidão.
Com o coração partido, pego todos os meus sonhos e
os coloco nas costas. Sim, eu estou de partida,
meu destino, o mundo de lá.

Preciso resgatar o meu pensar.
Sim eu preciso mostrar para ti que aquele final de semana
durou para sempre e terminou muito rápido.

Preciso trazer-te para o mundo de cá,
mas antes disso preciso mostrar para as estrelas
que os teus sentimentos estavam escondidos em um lugar
onde ninguém conseguiu até hoje encontrar.

Eu preciso encontrar estes sentimentos em algum
lugar do mundo de lá, só assim tu poderás me amar e
comigo voltar.

Sigo para o mundo de lá, o caminho não sei,
certamente as estrelas não se interessaram em me contar,
na bagagem carrego apenas os sonhos, de um dia o olhar teu encontrar.

Sim, ninguém sabe o que sei, nem mesmo o mar,
os teus sentimentos se escondem no teu olhar.
Eu preciso duvidar das estrelas, das canções, da multidão,

Sim eu estou de partida para o mundo de lá.
O caminho não sei e as canções esconderão suas sinfonia,
suas fantasias,não me darão nenhuma indicação,
nenhuma pista do mundo de lá.

Preciso ouvir a voz que vem do coração,
só ela poderá me guiar para o mundo de lá.
O teu olhar novamente eu preciso encontrar.
só assim poderei me encontrar.

Caminhando eu sigo, na bagagem apenas os sonhos,
o sonho de um dia encontrar
aquele que para sempre eu hei de amar.
só assim poderei flutuar e chegar no mundo de lá.
Eu preciso resgatar o que perdi.

Sei que o caminho é tortuoso, longo, árduo.
Sei que devo errar algumas vezes os percursos,
atropelar os obstáculos, não rara as vezes eu irei me precipitar, tropeçar, mas esteja certo, jamais deixarei de buscar o teu olhar

Inserida por tamaratatiane