Ricardo Sales: Quão tão bom fizera tua palavra de...

Quão tão bom fizera tua palavra de adeus, sentirei-me aliviado se nunca mais haver de vê-la, dantesco é sonhar contigo, obstante, ainda amo-te, como nunca amei ninguém ...
Amo-te como um pai ama a um filho...
Quero que corra, para o mais longe possível, corra da guerra, das mortes, das pessoas sem alma, sem coração, sem opinião, corra de mim... e quando cansar de correr pare e veja o quanto foi medroso, medroso e obediente, sorria por isso, pelo menos estará vivo... e ainda poderá escolher como morrer ...
Medroso !!!

rik_coa@embumail.com.br

Inserida por ricardosales