Ricardo Alves: Eu apenas vivo sem tentar entender o...

Eu apenas vivo sem tentar entender o porquê da minha existência; mas sei-o bem, vivendo o que finjo não saber. Sou também confuso, mas é assim que me decifro. Portanto eu mergulho no que eu não conheço, e vivo o passível ao entendimento e ao desconhecido, com esperança de entender o que eu não entendo... Eu apenas sinto e passo o que eu sinto, pois, em sua maioria, são as emoções que me controlam, e elas são o que eu sou e o que eu quero ser, almejam o que eu almejo... - minha existência é demasiadamente complexa para se expressar apenas com palavras.

Inserida por reckoning