Ricardo Alves: Sinto-me demasiadamente melhor quando...

Sinto-me demasiadamente melhor quando não estou em 'sã consciência', mas sim quando estou entregue às vontades do corpo. Quero banhar-me de energia e de boas vibrações, me entregar aos delírios e emoções; sucumbir as tristezas e as angustias. Quero levantar vôo; pular de uma montanha; sentir o sol me “cegando”; sentir a brilha gélida - Quero gritar bem alto: Caramba, eu sou livre!

Inserida por reckoning