Tânia Martins Machado: "nem tudo passa, adormece" Eu...

"nem tudo passa, adormece"

Eu aprendi com toda essa história
em que você mentiu e talvez nem sentiu
mas que gravei em minha memória.

Também não saberia explicar
fatos tão passados com total nitidez,
pois sou sincera ao falar,
não viveria-os outra vez.

Segurança nunca me faltou
nas escolhas a seguir,
mas há época em que algo em mim falhou:
o senso crítico de quando partiu.

Talvez por influência me precipitei
não conhecer é se iludir
uma falsa imagem de ti criei
tanto quanto a sua voz que pouco cheguei a ouvir.

Queria mostrar o que sei de mais belo
Falar de Deus com amor
Comentar sobre cada elo
que a vida nos permite construir com ardor.

Sempre sonhei com pessoas sonhadoras,
um erro meu em generalizar
Há pessoas realistas, verdadeiras, amadoras...
Existem "mil" formas de se atuar.

Mas não quero recordar
do seu erro e do meu
e nem se quer contar
Quem de nós mais cometeu.

Sei que tudo é passado,
mas com reflexo para o presente,
que sempre exigirá um novo chamado
para acertarmos o que ficou pendente.

Enquanto não se esquece
e há dificuldade em dizer para si:
"recomece"
percebemos que nem tudo passa, adormece.


Tânia Martins Machado

20/05/2001

Inserida por felarissa513