Gabriella Beth Invitti: Pra ser sincero. A sinceridade exige...

Pra ser sincero.
A sinceridade exige entrega. Muitas vezes perdemos pessoas que amamos por não demonstrar o que sentimos de verdade. Isso acontece porque temos medo, medo de nos machucar. – Insegurança. – “Não sei o que ele sente. Será que ele gosta de mim o quanto eu gosto dele? Será que se eu falar o que sinto eu irei assustar ele?” E então, deixamos de falar o que sentimos, de mostrar o que sentimos. – E a outra pessoa pode estar tão insegura quanto nós. E com o tempo, essa insegurança ganha uma certa imensidão que os separa.

A vida é uma estrada somente de ida, cada minuto que passa é um minuto que não volta. Cada palavra dita, é uma palavra jamais esquecida. Cada atitude tomada, é uma conseqüência que virá. – Então, por que não arriscar? – Posso me sentir mal, sofrer... Mas tentei. E dor, dor passa. – Não importa o que irá acontecer, não posso perder nenhum minuto da minha estrada.

Às vezes um amor verdadeiro acaba por besteira. Por orgulho. Males entendidos ou entendidos demais. – Talvez, se essa metáfora do “Deixa a borboleta vir até seu jardim” fosse levada menos a sério, haveria mais amor. Porque talvez a borboleta pense ser o jardim também. – Muitas vezes, não é tanto por desejo mas sim por insegurança que as pessoas traem. – “Eu gosto dele, mas é claro que ele não gosta de mim. Ele não demonstra... Então não tenho que esperar por ele”. – Errado. Você tem que esperar, não importa o que a outra pessoa sente ou deixa de sentir, você tem que esperar por você – pelo que Você sente, pelo seu próprio coração.

“Beijar alguém para esquecer outra pessoa só nos faz lembrar mais dela.” – E é verdade, você não esquece, você lembra mais. Porque no fundo você só quer atingir aquela pessoa que não te da valor. Mas não atinge. Apenas mostra que é inseguro, e acredito, são pontos a menos para você. – Porque no fundo você só quer lembrar mais daquela pessoa.

Todos os relacionamentos são à base de jogos, cada jogada faz diferença no jogo. Por isso é importante conhecer o adversário. – Deve ser observador, com o tempo conhecerá os gostos, o modo de agir e pensar da outra pessoa. Conhecerá o que tira do sério a outra pessoa. E então, deve aprender a tirar a outra pessoa do chão, mas sem fazer ela sofrer. E depois dar o chão a ela novamente. – É como uma escada: são degraus. Como você pode subir, você também pode descer. – Por isso é sempre importante arriscar cada degrau. Sem exageros, mas com sinceridade. Afinal, a sinceridade exige entrega.

Quando gostar, não tenha medo. Demonstre. - “Each time you love, love in a different way. - Each game is a new strategy. - Each error, a new chance to hit. - And love intensely.”

Inserida por gabiiinvittti