Morceguinha: ...O querer do não poder... Pessoas...

...O querer do não poder...


Pessoas chegando, música alta, falas e risos incontidos, bebida sendo servida...
Ela sentada na escada apenas observa, com seu ar introspecto e nada interessante.
Todos bebem, sorriem, contam casos, ou causos, nunca se sabe; pessoas no mínimo interessantes, mas bastante diferentes.
Algo que não condiz com o habitual mundo que ela vive. Ela apenas observa, cumprimenta e nada mais. Passa pelas pessoas e não se encontra...
Ela sabe que tem que ser sociável, mas não consegue.
Seria conveniente que ela enturmasse, que brincasse, que bebesse, que falasse, que sorrisse... Mas ela não segue conveniências...
Ela apenas observa...
E reflete, o vazio é imenso... Ela só pensa em como preencher.
E se bebesse?
Se fumasse?
Se integrasse?
Se ela fosse uma conveniência?
Seria melhor?
Mas e os princípios? E sua consciência? O que diriam? O que pensariam??
Ela quer... mas não se permite...
Não se permite porque não quer, e sim porque não pode!
Eh... Dizem que existe o livre arbítrio... Mas para algumas pessoas ele parece não existir...

E elas apenas vivem...

Inserida por Daienne