Adriana Janaína Poeta: Haiti Adriana Janaína Poeta Flor...

Haiti
Adriana Janaína Poeta

Flor despedaçada
entre guerras e ruínas,
entre tremores e lágrimas,
entre a fome, pedaços e rajadas
de foligem e desespero,
do mesmo aço que foi forjada
na esperança e no medo,
tua armadura ainda é brava,
onda cortante
que teima em renascer no mar.
Tuas mãos famintas,
teus pés cansados,
ainda são movidos por corações fortes,
em teus olhos ainda brilha
o sol da esperança.
Tua terra sacudida se refaz,
feito semente germinada
que irrompe o duro solo.
Teu rosto, olhos e lábios,
lar dos esquecidos,
irrompe acima das nuvens,
ressurge,
porque a coragem e a vida
de mãos dadas caminham,
mesmo após violenta noite.
Te imaginavam dormindo,
eis que gigante em alma,
acordas.
Teu sorriso feito o sol
cobre o mundo,
desperta no Homem a humanidade,
após o silêncio e o frio.
Grande é a tua força
que enche de esperança a taça
que ergues agora ao mundo.

Inserida por adrianapoeta