Junior: Eu olho para o horizonte e vejo o...

Eu olho para o horizonte
e vejo o passado distante
O pôr-do-sol, e seus raios
Confundem-se com o dos meus olhos

Cheio de cor e vida
Molhados de passado
De feridas do tempo
Tudo me leva ao nada

Já não tenho para ondi olhar
Você esta em tudo
Exatamente em todo lugar
E eu choro, talvez, por dor

No meio de algum espaço ocupado
Com os sentimentos e coração
Jogados no asfalto
Mão no chão ajoelhado

O acumulo de erros me destrói
Assim como destruiu o teu amor
Por este pobre sofredor
A ausência, mata, fere, dissolve

Talvez errei pelo medo de ti amar
Agora sofro por tanto querer isso
Talvez morrerei sem te amar
Mas tenho a certa do que sinto

Com a infeliz capacidade
Que raciocina com justeza, coerência
Que não te terei ao meu lado
A não ser, em um sonho

Inserida por Juninho02