Bruna Ramos dos Santos: Amor do Avesso O amor machuca Chega de...

Amor do Avesso

O amor machuca
Chega de repente
Invadi sem olhar pra ti

O amor...
Ele não é da gente
Ele é um ambulante
Com fome, desesperadamente com fome!
Que está passando e se aloja
E sai sem se despedir

O amor é um indigente
Com frio nos pés querendo se esquentar

O amor é fogo é vento é ar
São as formas vitais da minha solidão acompanhada por ele
O amor não é uma companhia
O amor é um clichê
Que sufoca a liberdade
Que atinge o coração
Prometendo felicidade
Sabe-se lá por que...
E por quê não?

Inserida por BrunaRamos