Paulo Victor Pitanga: “Inspiração” E eis que paro, penso...

“Inspiração”

E eis que paro, penso
E no momento nada me vem à cabeça
Aguardando a velha e companheira “inspiração”,
Que não sei de onde vem, nem pra onde vão.
E agora? Como escrever?
Sem a bendita “inspiração”.
Ouço uma música
Esperando erroneamente ela vir de lá,
Lembro de antigos amores, lindos momentos,
Esforço-me a recordar.
Esperando que o passado me dê
Linda coisas para escrever.
ÓH! “inspiração” quanta falta tu me faz!
Sem ti todo conteúdo vira vácuo
A emoção perde o sentido
O sentido perde toda emoção.
Sem ti, não seria possível viver
Sem ti, o que poderia eu fazer ?
Todavia nosso amor foi recíproco,
Não posso reclamar para não entrar em contradição,
Ès a rainha dos poetas
Ès o meu coração

Inserida por paulovictorx2