Ricarlosmelo: Morte Noite fria. O vento a soprar....

Morte

Noite fria.
O vento a soprar.
Paixão doentia.
Desejo de chorar.

A coruja que pia.
A morte anuncia.
O cheiro de falência.
A vida é sombria.

O som da morte na noite.
O silencio é quebrado.
E traz a morte como açoite.
Acaba a espera, o fim é chegado.

Inserida por Ricarlos