Marcel Henriques: Soneto do coração Sábio foi quem...

Soneto do coração

Sábio foi quem disse que o coração é involuntário,
bate quando quer, bate como um otário,
bate mais forte quando te vê,
bate somente por você.

Aperta quando estou longe,
alivia quando estou perto,
me deixa calmo como um monge,
porque perto de você está liberto.

Pelas veias segue apressado,
controlando todo meu corpo,
e meu coração ainda incontrolado.

Central do corpo, central da mente,
me entregando em emoções,
quero enterrá-lo como indigente.

Inserida por marcelhenriques