Camila Paier: Com minha ansiedade, meu papel vital de...

Com minha ansiedade, meu papel vital de botar a boca nesse mundo, e todo o meu sentimentalismo, queimei a corda que nos unia, por sentir demais aflorada, na pele, o mal que se instalou em minha persona. Fui para cima, quando tudo que eu devia ter feito, era recuar; sutil e superior.

Inserida por calmila