Marina Sereno: A dor da perda é indescritível. Cada...

A dor da perda é indescritível. Cada vez que me vem sua lembrança na cabeça, é como se fosse novidade o fato de você ter ido. Passa um choque por todo o meu corpo e para no coração. Que bate desenfreadamente, bate sem ritmo, clama teu nome. Tuas memórias foram tudo que me restaram além das suas coisas. O lugar onde viveu, é doloroso olhar na direção do seu berço. É doloroso acordar. Dormir. Respirar.
O ar entre e sai, mas não há diferença nenhuma aqui dentro, morri.

Inserida por MarinaSereno