Rachel Willians (RWC): Traços de mim Meu nariz não pára de...

Traços de mim

Meu nariz não pára de crescer, tenho olheiras e um vinco na bochecha e eu tô buscando a felicidade. Loucura, infantilidade, verdade, sentimento, algumas imperfeições envolvem buscas. Todas, pra ser mais precisa.. Um pouco descabelada. Minha boca aumentou de volume.. e isso é bom... porque tem uma luz no escuro dos meus olhos.. e é o flash da câmera! Eu tô viva! Fico muito cansada do trabalho, por isso ando pálida. E tem uma beleza nisso tudo... porque hoje tirei um tempo pra mim, estou me observando. Eu sou natura, não tem maquiagem e ainda consigo me achar bela no meio desta maturidade. Que besteira ser tão infantil ainda. Há muito tempo não me via! É verdade. Tinta nos cabelos, um brinco na orelha, uma cara de assustada, lápis nos olhos, mas isso q eu vejo continua sendo eu, melhorada... o tempo faz isso mesmo! Mas têm umas manchas perto do meu queixo, isso é óbvio. Meus 25 anos me deram cara de mulher e eu me amo cada vez mais... desbotada, linda! Meu nariz é torto!! Sério!! Tá certo que o mau humor as vezes me amarga e mesmo assim tem beleza nisso tudo... o branco dos meus olhos continua branco. Porque não é pra ninguém, é por mim mesma. Ser natural, feliz. Entende? Não tem roupa, não tem maquiagem, ser pálida, ser leve, ser eu. Não tem mascara, não tem material... Porque tem gente que passa a vida tentando parecer ser mais do que é. E eu tenho pena... detesto sentir pena. Aqui, você está vendo o meu EU. Dá pra sentir? É uma perturbação sentir, uma calmaria, uma tempestade... E eu me amo assim, eu me quero assim. Porque admiração pode ser quebrada se você se esconde, linda.. e de repente se mostra, suja. Aqui sou eu... me ame e me tenha, me critique, mas me deixe ser eu... longe da futilidade.. perto da minha alma: EU!

Inserida por RachelWillians