Sidney Saymon: O SACRIFICIO Hoje matei um cachorro. Seu...

O SACRIFICIO

Hoje matei um cachorro. Seu nome era Rex. Um vira-latas baixinho e simpático. Não me lembro quando nem como ele chegou lá em casa, mas sei que estava conosco há vários anos. Estava doente, na verdade, muito doente com pelo menos duas doenças diferentes que não sei dizer o nome. Andava devagar, triste, quase não comia. E se antes atormentava todos os vizinhos com o barulho, agora nem conseguia mais latir. Tirei a seringa do bolso, tirei a capa de proteção da agulha, tirei a vida do cãozinho. A agulha atravessou facilmente a sua pele dura. Num ultimo e desesperado esforço ele tentou morder a seringa. Estava tão fraco que não tive trabalho para segura-lo. O veneno barato entrou silenciosamente e em alguns instantes a respiração diminuiu e depois parou. Olhei para ele uma última vez. Seco, sujo. Um dos olhos tinha se estufado e estava com o dobro do tamanho do outro, tinha também adquirido um tom cinza sombrio que me fazia ter certeza que já estava cego há semanas, desde que adoeceu... Bom, gosto de pensar que o sofrimento dele acabou. 3/2/10

Inserida por sidneysaymon