Daniella Santos Barbosa: Dilacerar o mundo Pensei não ter mais...

Dilacerar o mundo

Pensei não ter mais que ir
Mas, como de costume nada mudou
É o tipo de amor bom de sentir
Porém, daqueles que em tudo acreditou

Andar de costas
Reviver momentos
Esquecer quem gostas
Refletir momentos

Parar de frente e sentir
Tentar fugir e ver se há descaso
Saber que ninguém há de te pedir pra ir
Que ninguém há de ser de aço

Perceber a ferida abrindo
Saber como cuidá-la
Jurar não se ver caindo
Quando toda dor for calada

Sonhar com o tudo
Vivendo o nada
Dilacerar o mundo
Que existe na pessoa amada.

Inserida por danbarbosa88