Hugo Radamésio: Oferece abrigo, quer que em teu leito...

Oferece abrigo, quer que em teu leito repouse,
Seja aquilo que chamas de manso, apaziguado,
Que eu esqueça dos sismos em minha vida,
Que eu separe tudo em prateleiras,
Eu na de baixo, você na de cima,
Guarde tudo em potes, etiquetados,
Eu no de café, você no de açúcar.
Eu sou desorganizado, coloco farinha
No de açúcar, chocolate no de café,
Eu nos bares e você onde bem quiser,
Acendo a boca do fogão para a água ferver,
Esqueço e ela evapora, termino tomando
Café frio. Meus gostos esquisitos, tornam
Meu paladar equivocado, quando penso
Estar acertando estou deveras errado.
Vem você dizendo que vai concerta tudo,
Para me acalmar e ser guiado,
Não como eu sonhei, antes me imaginava
Num cavalo branco de armadura e espada,
Hoje tenho um passe de ônibus, que sempre
Me deixa chegar atrasado.

Inserida por HugoRadamesio