André Moraes: Duas Almas Repudiando ao magnetismo...

Duas Almas

Repudiando ao magnetismo predominado
Nas indiferenças das mascaras que usam
Refletem o querer num resguardo negado
Aos distintos olhares opostos que cruzam

Mas hei que descobrem-se postos a fronte
Duma divina fusão de mais pura beleza
Os olhares se alinham num só horizonte
Ao tocarem-se as carnes à finda pureza

Dois inimigos num só lado da guerra
Dois elementos consagrados a terra
Duas sementes em uma só flor

Um único ser elevado ao quadrado
As duas faces de um mesmo lado
Duas almas em um só amor

Inserida por rafaelamonttepaulo