Simone Brantes: Dores de uma vida. Existem muitas dores...

Dores de uma vida.

Existem muitas dores que a gente pode sentir no decorrer da vida. Exemplifiquemos:
Uma dor de dente tira o sono de qualquer um, uma dor de cabeça acaba com o dia de qualquer ser humano (eu que o diga, já tive muitas e das fortes), uma pisada numa unha encravada acaba com o bom humor de qualquer bom cristão.
Deixando de lado as dores físicas, vamos partir para o lado emocional da questão...
Vejamos...
Perder um emprego, é triste, dói.
Perder uma pessoa querida, seja parente, amigo ou um simples conhecido para o "anjo da morte", dói demais.
Perder um amor quando se tem certeza de que seria para sempre, também dói, isso todos sabem, pelo menos quem é normal sabe.
Perder uma amizade dói muito.
Agora, dor mais triste, que não existe analgésico que cure, médico que resolva, ou qualquer milagre que dê fim, é a dor da indiferença. Principalmente se essa vier de alguém especial. Dói não poder se aproximar, não poder ligar, nem ao menos saber como está. Dói não poder estar por perto, não poder nem ao menos nada...
Emprego, uma hora ou outra, encontra-se outro e a dor passa.
Pessoas morrem,é difícil aceitar, mas a dor, o tempo ameniza.
Amores, sem comentários.
Amigos, quando perdidos é porque nunca foram verdadeiros, então a dor acaba.
Mas, verdade seja dita, nobre amigo, indiferença é a pior de todas as dores. Dói demais. Dói mais do que um tapa no meio da cara em praça pública. É pior do que um tiro, aliás, é um tiro no meio da alma.
Traz sofrimento, angústias, e podem passar dias, meses, anos, vidas, não há o que amenize.
Agora vem a pergunta que não quer calar:
Quem aqui é um ser perfeito e nunca errou na vida?
Errar é humano, mas perdoar é virtude dos sábios. Lembremos que Jesus perdoou seus carrascos, existe exemplo maior do que esse? Quanto a indiferença, essa é defeito dos tolos, dos cruéis assassinos de almas.

Inserida por simonebrantes