IrisJorge: ...Quantas vezes nos teus braços, perdi...

...Quantas vezes nos teus braços, perdi a noção do tempo?!...
Era como se, ele parásse correndo!
Levando-te e trazendo-te,
num espaço que se perdia...

Inserida por IrisJorge