Luca Weingärtner: - He yielded Já era quase noite, a...

- He yielded

Já era quase noite, a festa já estava rolando a muito tempo. Eu já havia, tentado falar com ele várias vezes, nenhuma com grande sucesso. Está certo, eu o entendo. Nós já tínhamos conversado sobre isso, eu sei que não era fácil. Mas eu não aguentava mais, eu o queria em meus braços.
Eram quase 17:30, finalmente houve uma tentativa bem-sucedida, ele me deu a atenção que eu tanto queria.
- Eu quero falar com você! - eu disse.
- Sobre aquele mesmo assunto? - ele perguntou - Nós já conversamos sobre isso!
- Eu não estou aguentando mais, eu preciso de você. - eu me humilhei naquele momento. - Você sabe que eles não ligam pra você, sabe que eles não te entendem.
- Você, mais do que ninguém sabe que eu quero tanto quanto você, mas sabe também que eu não posso. - ele disse - não aqui, na frente de todos!

Eu já havia me humilhado mesmo, naquele momento eu já não pensava na minha dignidade. Eu o puxei pelo braço para a parte de trás do colégio, a música alta, quase não chegava lá. O lugar estava em ruínas, ninguém ia querer ir lá.

- Certo, aqui não tem ninguém! - eu disse - e agora o que vai fazer?
Foi ai que pela primeira vez eu o vi agindo por impulso, ele me beijou sem pensar na medíocre sociedade e em mais nada, ele se rendeu ao que queria, e nunca na sua vida se senti-ra tão bem.

Inserida por weingartner