Daniela Lage: O amor não é cego. Cego é aquele não...

O amor não é cego.
Cego é aquele não o sente, pois o amor transforma
escuridão em luz,
morte em vida,
comum em especial,
feio em bonito,
tristeza em felicidade,
frio em calor,
desânimo em força,
desejo em realidade,
sonho em carne e osso,
deserto em jardim,
tempestade em arco-íris,
grão em infinito,
analfabeto em poeta,
olhar em ponte,
ego em alter,
eu em nós.

Inserida por danielalage