JúliaCavalcante: Me peguei hoje lendo uma de suas cartas,...

Me peguei hoje lendo uma de suas cartas, me peguei perdida em vontades descontroladas e bem explicitas. Quando dei conta, havia chegado ao meu destino; andando com rumo certo, parecia estar desnorteada perante a multidão, mas logo me coloquei no meu lugar e segui em frente. Sentimentos me remueram durante algumas horas, quem sabe até durante alguns dias ... só sei que vem me encomodando. O fato de não ligar, de não sentir saudade, de não procurar, de nem ao menos saber se tem vontade de me procurar. Me contenho, o suficiente apenas para escrever isso, pois me controlei para não ligar, não procurar, mas permiti que a saudade tomasse conta de mim. Apenas continuo me controlando, a vontade é indescritivel, mas tenho que me enganar para não me iludir mais. Parece incoerente, mas parando p. refletir, faz mais sentido do que se pode imaginar. Não deixo de pensar, não deixo de falar sobre você, não deixo de te xingar, de te chamar de idiota e de insistir em negar o óbvio. Prometi a mim mesma que só retornaria o que recebesse de você. Enquanto me deu carinho e atenção, jamais lhe neguei. Enquanto você não procurar, vou resistir, mas não te procurarei também, e se isso tudo for se tornar um jogo tolo onde ninguém ganha nada, que seja isso então. Não consigo enxergar se há realmente mais alguma coisa a se perder do que eu já perdi nessa dependência toda.

Inserida por juliacavalcante