Larissa Pinheiro A.: E ela conhecia o Universo. Conhecia-o...

E ela conhecia o Universo. Conhecia-o como ninguém. Revelara todos seus mistérios, visitara todos os planetas e soubera o nome de todas as estrelas (disse que conversava com elas quando, à noite, perdia o sono e o sonho). Ah, se ela o conhecesse tão bem como era com o Universo. Se conseguisse decifrar o que ele sente por ela (ou se sente), se conseguisse arrancar as palavras de sua boca que queriam sair mas sempre encontravam lábios fechados. Queria entender porque ele sempre a olhava daquele jeito e porque insistia tanto em conversar sobre os assuntos mais fúteis simplesmente pra ter sua atenção (se ele não acreditava no amor, não teria o direito de fazê-la desacreditar). Queria não perder o sono por pensar tanto nele e, quando conseguisse dormir, queria não vê-lo em seus sonhos. Ele estava lá sempre e, mesmo assim, ainda era o maior dos mistérios.

Toda noite ela olha o céu, desabafando para as estrelas na esperança de o vento levar suas palavras aos ouvidos dele.

Inserida por laripx