Mel: Fecha os olhos e Faz de conta "Faz...

Fecha os olhos e Faz de conta

"Faz de conta que se possa rasgar o plástico, relaxa, só faz de conta,
faz de conta que estas químicas estranhas possam ser substituídas por algo doce, como mel ou chocolate,
faz de conta que a poesia possa retirar a opacidade de teus olhos e torna-los cintilantes,
faz de conta que teu alívio e o conforto momentâneos, possam ser substituídos por tormento e desconforto,
faz de conta que as ondas voltem ao teu mar balançando tudo que já julgava firme, estável e seguro,
tenha calma agora,
se solta,
navega comigo,
porque tens medo, se são inseguros teus anseios?
estamos no faz de conta, lembra?
aqui tudo é seguro,
aqui tudo: faz-de-conta,
até o que não temos em conta,
até o que não fazemos conta,
e se quer dúvidas a vida pode lhe oferecer mais,
talvez eu possa com algum esforço, reforçar algumas, criar novas,
para que tentando desvendá-las não lembre-se das horas,
nem das passadas e nem das futuras,
para isso apenas mantenha o foco,
não preste atenção em mim, nem no que tenho escrito,
faz de conta que você encontra motivos na vida, motivos para qualquer coisa,
então...
faz de conta que seu personagem se abraça ao meu,
faz de conta que o tempo parou neste instante,
faz de conta que é amada,
faz de conta que estou escrevendo isso para você...

sério agora: se um dia resolver fazer de conta, faz de conta que faz-de-conta comigo?"

by Mel

Inserida por paesdemel