H. Miguel Jr.: nos somos uma infinidade de momentos sem...

nos somos uma infinidade de momentos sem brilho que se perdem pelo vento que se perdem na vida gasta de tanto tentar ser o que não é, somos apenas um sopro de mentiras esquecidas dentro de nós, somos apenas um rastro de tristezas escritas em sonhos desfeitos, das vozes metálicas aos sorrisos de zinco as vidas de vidro que se quebram fáceis, do céu feito de silício eu me vejo cinza e sem vida...
do eco seco e sem vida que espalha a dor , as vozes tremulas dizem adeus e no seu triste fim eu me deito e durmo entre meus pesadelos, e as coisas escritas sem fim, se dizem ter um começo, sem escolha não temos como andar não temos como esquecer...

Inserida por hmigueljr