Mário Pires: Latente em ti. Lembro-me de em teus...

Latente em ti.

Lembro-me de em teus caminhos
acalando meus pensamentos
e em cada sorriso teu
deixava-me os olhos atentos.

Quanto mais o tempo distancia
sorrateiramente meus passos te persegue
por caminhos tortos que não devia.
Mas quem pode dizer o que deve e não deve?

Oculto em meus sentidos
fluto-me aos remansos de teus braços.
Pra você sou todo ouvidos,
corpo, mente, beijos, amassos.

Inevitávelmente,
caminho em direção ao desconhecido.
Traquejos de historias de vida
me permitem dizer o que digo:
congruente é sorrir,
certo ou errado,
quente, latente
em ti.

Inserida por mariopires