Mário Pires: Descubro-me. Descubro em sonhos todos...

Descubro-me.

Descubro em sonhos
todos eles "sem" pérolas
que haviam muitos mais versos
loucos e cadentes, de devaneios
que causam na parte mais nobre,
os mais translúcidos versos
que de saliência curva, desconvexa
e adentra na mais recente
moldura fechada.

Percebo que em cada mundo
tem um pedaço da dor,
que escreve de parte
a parte, como se deixasse
as migalhas ao vento.

Conto até nove,
mas posso chegar até doze
e em números suspirar,
mostrando com quantos
paus se faz a uma canoa.

Ah! Mas o que sou?
Labirintos me escondem
em muros virtuais,
onde as reticências me identificam,...
fotos, textos, meu mundo
e muito mais.

Assim concedo-me...
o que em sonhos pedi,
o que em versos diluí,
e o que incitadamente...
transcrevi.

Inserida por mariopires