Sergio Fajardo: Adoro ler teu corpo, como a um livro...

Adoro ler teu corpo, como a um livro aberto. Leio-te como a um conto cujo final precisa ainda ser descoberto.

Inserida por sergiofajardo