Walace Miguel: MEU VIVER Corações disparam ódio,...

MEU VIVER

Corações disparam ódio, pessoas despedaçam corações, o ódio conforta o mundo, e o segundo que falta para que você possa morrer se torna um confidente eterno para si, assim a vida vem fazendo você viver, com vontade de agarrar a morte.
Sendo de todas as formas, sendo de todos os gostos, as pessoas sempre se acomodam aos teus olhares...
As pessoas em vão vivem, morrem, e te fazem descobrir o valor de quem você ama.
E o seu amor se torna probatório, com o tempo você decide o que pode acontecer, o que não pode acontecer, e seus olhos de uma certa forma se fecham, você só consegue enxergar tudo aquilo que tem a força de te comover.
Tudo que passa pelos rancores da vida, são pesadelos jurados de sonho...
Sonhos complexos e mal entendidos não são mais nada, pois você tem coisas mais importantes para se importar.
Por menor que sejam os sonhos, eles nos tornam grandes...
Mais grandes do que nós imaginamos.
As pessoas que odiamos, se tornam nossas platônicas paixões, e nossas paixões são esquecidas, assim como esquecemos algo em casa por se importar tanto com o passar das horas.
Minha solidão me cala, me deixa sozinho, como se só existisse eu e mais ninguém no mundo, mais as coisas são diferentes do ponto de vista de quem não existe, do que o vazio que sempre esteve dentro de você.
O que as pessoas mais priorizam são as coisas menos importantes, elas querem por um lado, cair pra outro lado, para que não exista mais lado nem bordas, e nem onde se apoiar, e assim temos a noção de que viver não é mais um motivo pra morte, e sim um temporário passa-tempo em mundos que copiam o viver de cada ser que possamos imaginar.
Somos amados por pessoas que não falam ...
Somos amados por pessoas que não escutam ...
Somos amados por pessoas que se calam ...
Somos amados por quem menos esperamos ...
Mais acima de tudo, não somos amados.
Somos apenas um acumulado de raiva que insiste em se calar, que permanece de alguma forma querendo viver para sempre, mais mal sabem elas, que ninguém conseguiu concretizar o tão esperado e admirado “sempre”.
Hoje tenho a noção de que quem me ama, sabe meu valor, e eu vejo o valor de tudo, porque não vejo o valor de nada, afinal, não sou amado.
Hoje sei que posso viver cada dia como se fosse o primeiro, vivo assim porque eu jamais saberei quando será o último.

Inserida por walacemiguel