Mônica Parreira 031209: Meu eu contemporâneo saindo dos...

Meu eu contemporâneo saindo dos corredores do dia dos meus olhos
Correndo vias e veias
modernizando minhas alamedas
rasgando chão...

O século passado nascendo como pólvora, expandindo vontades
trazendo elevação da temperatura
Costurando imagens
bordando lembranças...

Novo gênero de mim, relendo antiga poesia...

Canto docemente o que está escrito com o sublime amor me acordando
sacudindo meus pés
Nos apontando para as estrelas que cintilam com cores úmidas e alegres...

A inspiração dos ventos faz colheita da minh’alma
Deixando INFINITOS raios
marcando caminhos, temporal do meu FINITO
Onde foi decorado pelo arco-íris do coração...

Guardador de nossos destinos!

Inserida por deusexiste