Bruno Barak: Folha em branco Dizem que somos uma...

Folha em branco
Dizem que somos uma folha em branco e qualquer história pode ser escrita em nós. Já que sou uma folha em branco e nessa folha qualquer história pode ser escrita, só depende de mim a forma que vou escrever minha vida, minha morte, se irei usar muitas borrachas e ser obrigado a escrever a lápis ou desenhar como tatuagem, algo permanente que nem o tempo apaga. Dizem que a vida é cheia de erros e acertos, e isso é certo, mais será que todos os meus erros podem ser reescritos e com isso torná-los em acertos? Chego a uma conclusão, há erros que vão permanecer para sempre em minha vida que não serão apagados e conseqüências por isso viram. Creio que Deus, assim que peço perdão por meus erros me perdoa de todo o pecado. Mais sou humano e certos erros ficaram minha mente até o momento de minha morte. Sinto-me na obrigação de viver uma vida sem erros, mais também tenho obrigação de arriscar, de amar, chorar e sentir as dores deste mundo. Termino cantarolando Sérgio Lopes: “Eu luto é contra a minha própria alma, a natureza humana que há em mim. Eu quero sepultar o velho homem andar em comunhão com Cristo, Viver cantar só para Ele. MORRER PRO MUNDO E REVIVER PRA DEUS.

Inserida por brunobarak